Afinal, para que servia o reator Arc do Homem de Ferro antes da armadura? Site explica

A fonte de energia que mantém Tony Stark vivo foi criada pelo pai dele para vencer a Guerra Fria

Redação Publicado em 07/09/2020, às 10h56

None
Homem de Ferro (foto: reprodução/ Marvel)

O reator Arc. A fonte de energia que mantém Tony Stark vivo e também carrega a armadura e armas do Homem de Ferro foi originalmente desenvolvida pelo pai dele, Howard Stark. Mas, qual era a função original da invenção?

Segundo o site ScreenRant, o Arc começou como um projeto para unir as nações, mostrado no quadrinho que complementa os filmes do MCU Iron Man: Public Identity. O "Projeto Unity" de Howard Stark visava recrutar cientistas do mundo todo, inclusive da União Soviética, para desenvolver uma fonte de energia mais sustentável e abundante que a energia nuclear. 

+++LEIA MAIS: Site cita 9 artistas que odiaram trabalhar nos filmes da Marvel; assista

O objetivo de Stark era, com essa nova fonte energética, motivar os EUA e a URSS a abandonarem a corrida armamentista e de usinas nucleares para que ambos usassem tecnologia do reator Arc. Nas palavras do próprio pai do Homem de Ferro, "privatizar a paz mundial."

Infelizmente, Anton Vanko, cientista russo envolvido no projeto, roubou parte da pesquisa e fugiu, achando que conseguiria vender o conhecimento para os soviéticos. Howard então engavetou a pesquisa, já que não seria possível terminar com a tecnologia dos anos 1960 e era perigoso demais também.

+++LEIA MAIS: Por que Chadwick Boseman não contou à Marvel sobre o diagnóstico de câncer no cólon?

Porém, seja por sorte ou destino, Tony Stark se lembrou da pesquisa do pai quando foi sequestrado e preso. Não só completou o desenvolvimento do Arc na prisão como conseguiu fazer o reator em miniatura, o que dá energia a icônica armadura do Homem de Ferro. Não é o que o pai dele pensou, mas Tony de fato conseguiu uma ferramenta para lutar pela paz.


+++ DESAFIO! FREJAT ESCOLHE OS MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO