Al Pacino interpretará Joe Paterno em cinebio sobre o escândalo de agressão sexual de Jerry Sandusky

Barry Levinson dirigirá a produção da HBO que gira em torno da resposta do treinador sobre os crimes do assistente

Rolling Stone EUA Publicado em 06/06/2017, às 14h21 - Atualizado às 16h07

Al Pacino (à direita) interpretará Joe Paterno (à esquerda) em filme dirigido por Barry Levinson

Ver Galeria
(2 imagens)

Al Pacino interpretará Joe Paterno, treinador de futebol americano na Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos, em uma cinebiografia da HBO.

O filme, dirigido por Barry Levinson, gira em torno do escândalo de agressão sexual que abalou a universidade e manchou o legado de Paterno.

De acordo com a Variety, a sinopse do filme é a seguinte: “Após se tornar o treinador com mais vitórias na história do futebol americano universitário, Joe Paterno se envolve no escândalo de agressão sexual de Jerry Sandusky na Universidade Estadual da Pensilvânia, desafiando o legado dele e o forçando a encarar questões relacionadas ao fracasso da instituição frente às vítimas”.

Pacino esteve ligado a um filme sobre Paterno desde 2012, quando o projeto se chamava Happy Valley e contava com Brian De Palma na direção. O longa acabou sendo suspenso até que a HBO reviveu o projeto com um roteiro retrabalhado e Pacino ainda no papel principal, de acordo com o Deadline. Paterno morreu em janeiro de 2012.

O filme sobre Joe Paterno é a terceira vez em que Pacino interpreta uma personalidade das notícias de jornal para a televisão, em uma produção da HBO: em 2010, o ator fez o papel do ativista em prol da eutanásia Jack Kevorkian em Você Não Conhece o Jack (também dirigido por Levinson), com o personagem rendendo um Emmy e um Globo de Ouro a Pacino.

Três anos depois, David Mamet recrutou Pacino como o famoso produtor musical Phil Spector no filme de 2013 da HBO Phil Spector, uma semi-ficção recontando o relacionamento de Spector com a advogada de defesa Linda Kenney (interpretada por Helen Mirren) na época do julgamento dele pelo homicídio de Lana Clarkson, em 2003.

Ao longo da carreira, Pacino também interpretou o produtor da CBS News Lowell Bergman (O Informante), o policial de Nova York que lutou contra a corrupção na instituição, Frank Serpico (Serpico) e o advogado Roy Cohn na minissérie da HBO Angels in America, outro papel que lhe rendeu o Globo de Ouro e o Emmy.

Pacino também está escalado para interpretar o líder sindical Jimmy Hoffa no próximo filme de Martin Scorsese, The Irishman.