Além de Ginny e Georgia: 4 séries da Netflix que retratam relações entre pais e filhos [LISTA]

A temática está presentes em diversas produções dramáticas da plataforma de streaming

Julia Harumi Morita Publicado em 27/05/2021, às 11h10

None
Eu Nunca... (Foto: Reprodução) e Pose (Foto: Reprodução /Twitter)

Recentemente, a Netflix lançou a primeira temporada do seriado Ginny e Georgia, o qual retrata a relação entre uma adolescente de 15 anos e a mãe de 30 anos ao longo dos episódios.

Esta não é a única série da plataforma de streaming que coloca um foco especial na complexidade dos relacionamentos entre pais e filhos. De clássicos, como Gilmore Girls, a produções revolucionárias, como Pose, confira quatro produções da Netflix para quem gostou de Ginny e Georgia:

+++LEIA MAIS: Para superar o fim de Para Todos os Garotos: 7 produções de romance teen para maratonar na Netflix [LISTA]

Gilmore Girls (2000)

Com sete temporadas, Gilmore Girls acompanha Lorelai e Rory, as quais, em muitos momentos, aparentam ser melhores amigas e não mãe e filha. A série também retrata parte do passado de Lorelai, que contou com muitos problemas familiares, os quais a motivaram a criar a filha sozinha.


Eu Nunca… (2020)

Criadas em países diferentes, a adolescente Devi e a mãe Nalini possuem objetivos, hábitos e personalidades contrastantes. Além das personagens principais, a série explora os conflitos familiares das amigas de Devi, Eleanor e Fabiola.

+++ LEIA MAIS: 4 séries para quem amou Eu Nunca, nova série da Netflix


Anne With an E (2017)

Ambientada no final do século XIX, Anne With an E conta a história de uma órfã adotada por dois irmãos de Green Gables, Canadá. O plano inicial era receber um jovem garoto para herdar os serviços da fazenda, mas, com a chegada de Anne, os irmãos precisam lidar com a personalidade sonhadora, frequentemente alvo de críticas, da adolescente.


Pose (2018)

Pose é outra produção sobre famílias não convencionais. A série mergulha na cultura ballroom de Nova York, onde mães adotam jovens talentosos, formam casas e competem em bailes noturnos. Um dos grandes destaques é Blanca Evangelista, que luta para realizar o sonho de cada filho.

+++ LEIA MAIS: ‘Come on, vogue’: Qual a importância de Madonna para o voguing - e por que a cultura ballroom vai muito além da cantora


+++ MV BILL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL