Além de John Lennon: 4 obras icônicas de Yoko Ono [LISTA]

Com instruções provocativas ou estímulos otimistas, a artista transformou o público em um agente criador das obras dela

Julia Harumi Morita | @the_harumi Publicado em 19/02/2021, às 14h49

None
Yoko Ono (Foto: Peter Macdiarmid /Getty Images)

A artista desconhecida mais famosa do mundo. Foi assim que John Lennon descreveu Yoko Ono certa vez. Em outro momento, o ex-beatle disse que a artista é tão importante quanto Paul McCartney  e Bob Dylan juntos, mas só seria reconhecida após a morte

Não sabemos se a profecia de Lennon vai se concretizar, mas sabemos que Yoko é bem mais conhecida por ser "a responsável pela separação dos Beatles" do que uma das pioneiras da arte conceitual.

+++ LEIA MAIS: Paul McCartney e Yoko Ono prestam homenagem a John Lennon

Ao longo da carreira - que se estende por décadas, Yoko criou obras instigantes e provocativas, as quais buscam envolver o público na ação artística e não colocá-lo apenas como um observador. 

Na última quinta, 18, Yoko completou 88 anos de idade. Para celebrar a data, a Rolling Stone Brasil selecionou quatro obras icônicas da artista, as quais provam que a carreira dela vai além dos projetos ao lado do companheiro John Lennon. Confira: 

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

Cut Piece (1964)

Na década de 1960, Yoko convidou o público a pegar uma tesoura, um de cada vez, para cortar um pedaço da roupa dela. Cut Pieceganhou destaque dentro da história da arte feminista e foi considerada uma das 25 obras de protesto dos EUA mais influentes desde a Segunda Guerra Mundial, segundo o New York Times

+++ LEIA MAIS: Quando John Lennon e Yoko Ono ficaram sem roupa - e como isso mudou a história da Rolling Stone


Grapefruit (1964)

Em 1964, Yoko lançou Grapefruit, um livro de instruções provocativas dividido em cinco partes: música, pintura, evento, poesia e objeto. Com textos e desenhos, a obra influenciou Lennon a compor o hit "Imagine".

(Foto: Reprodução /Twitter)

+++ LEIA MAIS: Após 46 anos, Yoko Ono é creditada como compositora de “Imagine” ao lado de John Lennon


Ceiling Painting (1966)

Ceiling Painting não é apenas um marco na trajetória profissional de Yoko, mas na vida amorosa também. Em 1966, John Lennon foi até a Galeria Indica, em Londres, para ver a exposição da artista e ficou encantado quando a instalação - a qual consistia em uma escada, uma lupa e um quadro na altura do teto com a palavra "sim" escrita em letras miúdas. 

Em uma postagem no Twitter, Yoko explicou que enfrentava a depressão quando criou a obra e queria trazer positividade para a vida dela.


Wish Tree (1993)

Em Wish Tree, Yoko convida o público a escrever desejos em um papel e pendurá-los em uma árvore. No Twitter, a artista já explicou que a obra é inspirada na infância dela e no hábito de escrever desejos em papéis e pendurá-los em árvores de templos. 

+++ LEIA MAIS: John Lennon e Yoko Ono realmente foram vigiados pelo FBI; entenda


+++ HUNGRIA HIP HOP: 'SOU APEGADO EM SORRISOS QUE A MÚSICA PODE LEVAR' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL