Alex Chilton morre aos 59 anos nos EUA

Vocalista do grupo Big Star pode ter sofrido uma parada cardíaca nesta quarta-feira, 17

Da redação Publicado em 18/03/2010, às 12h04

O vocalista e guitarrista do Big Star, Alex Chilton, morreu nesta quarta-feira, 17, aos 59 anos, em New Orleans (EUA). A causa da morte pode ter sido uma parada cardíaca, mas ainda não há confirmação oficial, informa o site da Rolling Stone EUA.

Chilton teria reclamado da sua saúde durante o dia, segundo informou John Fry, dono do Ardent Studios e grande amigo de Chilton, ao site do jornal Commercial Appeal. Então, ele foi levado da sua casa para o hospital de New Orleans pelos paramédicos, mas não resistiu.

"Estou acabado. Nós todos estamos", disse Fry. "Nunca estamos preparados para mortes inesperadas, e é algo que ainda acontece".

O vocalista e o grupo Big Star estavam se preparando para tocar no Festival South by Southwest, em Austin, no Texas - um dos maiores festivais de música dos EUA. A banda também tinha sido chamada para se apresentar no Levitt Shell, em Memphis, no dia 15 de maio.

Alex Chilton deixou a mulher, Laura, e o filho Timothy.

Carreira

Alex Chilton começou a carreira musical em 1967, como vocalista da banda The Box Tops, alcançando o auge com a música "The Letter". Dois anos depois, deixou o grupo para seguir carreira solo. Em 1971, foi convidado pela banda Big Star para ocupar a vaga de guitarrista. O grupo lançou apenas três álbuns de estúdio, que fazem parte da lista dos 500 melhores discos da Rolling Stone EUA: #1 Record (1972), Radio City (1974) e Third/Sister Lovers (1978).

Os hits "Thirteen" e "September Gurls" fazem parte da seleção das 500 melhores músicas de todos os tempos da RS EUA.

Em 1974, o grupo acabou e Chilton retomou a carreira solo, trabalhando também como produtor. O músico se tornou ídolo cult para outros artistas, como R.E.M., Beck, Garbage, Elliott Smith, entre outros.

Com o sucesso, em 1993, Chilton reformulou o Big Star, gravando com a banda um novo álbum de estúdio, In Space, lançado em 2005.

No ano passado, um box do Big Star, Keep on Eye on the Sky, foi lançado. São quatro discos com 99 faixas no total, que incluem músicas de 1968 a 1975.