De volta e renovado

Alice Cooper fala sobre a ansiedade por tocar no Brasil e confessa ser fã de Lady Gaga e Foo Fighters

Por Paulo Cavalcanti Publicado em 31/05/2011, às 19h25

Alice Cooper se diz fã de Lady Gaga e do Foo Fighters, mas quer mesmo é colaborar com o Jack White
AP

Antes mesmo de conversar com Alice Cooper, o manager do artista avisa: "Ele está ansioso por voltar, e sempre fala daquela primeira vez que esteve aí nos anos 70". Alice está no Brasil agora para três shows (veja mais informações ao final deste texto). O empresário estava se referindo à apresentação de Alice Cooper no Salão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, em 1974, que, por sua grandeza (segundo números da época, quase 100 mil pessoas compareceram), é considerado por muitos o primeiro grande show de rock internacional realizado por aqui. Naquela turnê, que promovia o álbum Muscle of Love, ele também cantou no Rio de Janeiro, no Maracanãzinho e no Canecão.

Quando o cantor pega o telefone e é indagado a respeito, suas memórias são vívidas: "Eu sei que meu show foi histórico e importante para o rock brasileiro. Especialmente quando fiquei sabendo que o país vivia um período complicado, governado pelos militares", afirma o artista. "Os conservadores e grupos religiosos se opunham à minha presença, achavam que eu era satânico e subversivo. Sobre o show em si, eu só lembro que tinha gente que não acabava mais. Só sei que muitos começaram a gostar de rock e a formar bandas por causa do Alice Cooper." Depois disso, Alice já esteve no Brasil muitas vezes, mas deixa claro que esta nova turnê tem novidades: "Ah, sim, o show vai ter todos aqueles clássicos, como 'Elected', 'No More Mr. Nice Guy' e 'School's Out'. Mas agora é tudo novo, com algumas músicas diferentes, novos cenários e efeitos. E dois integrantes da minha banda nunca estiveram no país e estão com muita vontade de conhecer", revela o artista.

Há mais de duas décadas Alice Cooper se converteu ao cristianismo e deixou a bebida. Ele não gosta de fazer muita propaganda a respeito, mas faz questão que as pessoas saibam que seu show de horror, com enforcamento, cadeira elétrica, sangue sintético e guilhotina, é um grande teatro e não representa sua visão pessoal ou estilo de vida. "O Alice é o vilão. Eu sou o cara mau no palco, o Darth Vader, o Hannibal Lecter, o sujeito que todo mundo quer ver morto no final. Mas o Vincent [Furnier, nome verdadeiro do cantor] é um cara na boa, que não bebe e acha que o rock é pura diversão", conta Alice/Vincent.

O veterano roqueiro de 63 anos fez amizade com nada menos do que Lady Gaga, que confessou ser grande fã dele. Até houve um boato de que ela participaria da miniturnê dele no Brasil. "Eu a conheci em um show dela há alguns meses. Gaga é incrível, sabe como prender a atenção. Pra falar a verdade, a música que ela faz não é exatamente minha praia, e confesso que não paro para ouvir seus discos. Só que suas apresentações sempre impressionam. Ela ainda vai estar por aí por muito tempo". Da "nova" geração, o cantor diz ser fã do Foo Fighters: "Wasting Light é o melhor disco que ouvi este ano, não sai do meu iPod. Dave Grohl sabe das coisas. Também acompanho tudo o que Jack White faz. Seria um grande honra trabalhar com ele, quem sabe pinta alguma produção conjunta no futuro".

Em março deste ano, Alice Cooper entrou para o Hall da Fama do Rock, e ele não esconde o orgulho de fazer parte desse seleto grupo. "Eu sinto como tivesse me formado. Quer dizer, não me importo com o que executivos e donos de gravadora acham, estou pouco me lixando com a indústria. Mas eu sei que o Hall da Fama tem o endosso de nomes que admiro e que são verdadeiras lendas. A partir do momento que caras como Mick Jagger, Paul McCartney e Bruce Springsteen acabam corroborando o seu nome, você sabe que realmente fez algo bom", finaliza.

Alice Cooper no Brasil

Porto Alegre

31 de maio

Pepsi on Stage - Avenida Severo Dullius, 1995

R$ 90 (pista - lote 1), R$ 100 (pista - lote 2), R$ 110 (pista - lote 3), R$ 120 (pista - lote 4), R$ 200 (mezanino) ou R$ 300 (camarote)

Vendas online: ticketsforfun.com.br

Informações: www.ticketsforfun.com.br

São Paulo

2 de junho

Credicard Hall - Av. das Nações Unidas, 17.981 - Santo Amaro - SP

R$ 100, R$ 120, R$ 140, R$ 350 (camarote - setor II e poltronas - setor II), R$ 400 (camarote - setor I e poltronas - setor I), R$ 140 (pista), R$ 120 (plateia superior I) ou R$ R$ 100 (plateia superior II e III)

Vendas online: ticketsforfun.com.br

Informações: www.ticketsforfun.com.br

Rio de Janeiro

3 de junho

Citibank Hall/RJ - Av. Ayrton Senna, 3000 - Shopping Via Parque - Barra da Tijuca

R$ 120 (pista), R$ 200 (poltronas) ou R$ 240 (camarote)

Vendas online: ticketsforfun.com.br

Informações: www.ticketsforfun.com.br