Alicia Keys diz ter sido salva pela música: ‘Poderia ter sido uma prostituta, viciada e mãe aos 16 anos’

Cantora também falou de quando ia dar os maiores hits para Christina Aguilera

Redação Publicado em 22/09/2020, às 09h53

None
Alicia Keys (Foto: ASSOCIATED PRESS)

Em recente entrevista ao Guardian, Alicia Keys, atualmente com 39 anos, falou sobre o passado e como a vida dela teria sido caso ela não seguisse seguido carreira na música. Segundo a cantora, ela "poderia ter sido uma prostituta, viciada e mãe aos 16 anos". A artista cresceu no bairro de Hell's Kitchen, de Nova York, conhecido pela violência (via Monet).

"Eu sou aquela pessoa [azarada]. Aquela que não deveria sair do Hell's Kitchen, que deveria acabar sendo uma prostituta, uma jovem mãe aos 16 anos, ou viciada em drogas", afirmou Keys. "Eu sou aquela que deveria estar no lugar errado na hora errada e foi ferida ou morta".

+++LEIA MAIS: O passado, presente e futuro com Abebe Bikila

Ela continuou e relembrou de como era o ambiente no qual nasceu: "Havia vários lugares pornográficos, com prostitutas em cada esquina". Segundo Alicia Keys, existia um padrão estético. "Tinha que usar sempre uma roupa muito folgada, muito escura, sempre com o cabelo para trás; eu sentia que se as pessoas me vissem, elas poderiam tentar me tocar", disse. "É por isso que sempre fui uma moleca".

Além disso, a cantora afirmou que quase deu "If I Ain't Got You", um dos maiores hits dela, para Christina Aguilera, mas a equipe dela não deixou: "[Mas minha equipe disse]: 'Você está louca? Não vamos dar essa música a ela. Você está louca?'".

+++LEIA MAIS: Jane Fonda abrigou Michael Jackson em casa: ‘Nadamos pelados juntos’

No entanto, Alicia Keys não deixou a colega de profissão de mãos vazias, deu "Impossible" e fez um dueto com Aguilera.


+++ MANU GAVASSI: 'SE A MÚSICA SÓ FOR UMA FÓRMULA, É VAZIA E NÃO EMOCIONA' | ENTREVISTA ROLLING STONE