Ama romance? Conheça Virgin River, série viciante escondida no catálogo da Netflix

A segunda temporada chega à Netflix nesta sexta, 27 de novembro

Isabela Guiduci | @isabelaguiduci Publicado em 25/11/2020, às 18h13

None
Pôster Virgin River (Foto: Reprodução)

O catálogo de produções originais Netflix é extenso e algumas delas podem passar despercebidas pelos espectadores - principalmente aquelas direcionadas ao público adulto. Este é o caso de Virgin River aqui no Brasil.

+++LEIA MAIS: Maratona natalina: as 22 produções originais de 2020 da Netflix

A primeira temporada da série de romance foi lançada em dezembro de 2019. A produção, porém, não é tão conhecida pelo público brasileiro e não ganhou muita atenção aqui no Brasil. No entanto, vamos provar que vale a pena maratonar esta produção original Netflix

Nesta sexta, 27 de novembro, uma nova temporada de Virgin River será lançada na plataforma. Pensando nisso, decidimos apresentar a história e os personagens para convencê-los de que realmente vale a pena conhecer - e maratonar - esta produção um tanto quanto escondida no enorme catálogo do streaming. 

+++LEIA MAIS: Netflix fica para trás: Amazon Prime Video e Disney+ lideram lista de filmes mais vistos em 2020; veja o top 10 

Amizade, família, amor, traumas, relacionamento e principalmente as dificuldades de recomeçar são as pautas abordadas na primeira - e ótima - temporada de Virgin River. A produção segue a vida de Melinda Monroe, conhecida como Mel, personagem interpretada pela atriz Alexandra Breckenridge (This Is Us).

Mel é uma enfermeira especializada em partos que decide abandonar a vida da badalada de Los Angeles e se mudar para uma pequena cidade no norte da Califórnia, Virgin River, onde ela aceita um emprego para acompanhar o único médico do local, Vernom (Tim Matheson) - com quem ela não se dá muito bem logo de cara. 

+++ LEIA MAIS: 6 filmes de terror 'diferentões' (e super bizarros) para assistir na Netflix [LISTA]

Em meio às frustrações pessoais, traumas do passado e a dificuldade na adaptação, Mel já não sabe mais se a melhor opção é permanecer na cidade - e no emprego. No entanto, ela conhece duas pessoas que são essenciais para fazer ela mudar de ideia. 

A primeira é Hope McCrea (Annette O'Toole), a prefeita de Virgin River e a responsável por tê-la contratado. Hope está certamente determinada em convencer Mel a ficar e tenta fazer o possível para mantê-la por perto, porque reconhece o quão boa profissional a personagem é.

+++ LEIA MAIS: O Gambito da Rainha: Interesse por xadrez aumentou significativamente após minissérie da Netflix

Quem muda tudo, porém, é Jack Sheridan (Martin Henderson), dono do bar da cidade. Nas primeiras cenas juntos, Jack e Mel desenvolvem uma amizade. Ele, assim como ela, também tem o costume de ajudar as pessoas, mesmo que isso o faça abrir mão de vontades pessoais - e as semelhanças entre os dois, os aproximam. 

Como é uma série de romance, ela traz aquilo que o público espera ver: Jack e Mel apaixonados. Contudo, para que um relacionamento aconteça, os dois precisam superar traumas do passado e, assim, conseguir assumir os sentimentos.

+++LEIA MAISS: Os 83 lançamentos da Netflix para dezembro de 2020: O Mundo Sombrio de Sabrina, Legends of Tomorrow, AmarElo e mais

Pode até soar clichê e, de fato, a série reproduz alguns clichês do universo do gênero romântico. A produção é muito despretensiosa, você não espera ficar tão envolvido na narrativa e isso que torna a trama tão interessante. Além de ser simplesmente impossível não se encantar pelos personagens.

Os temas como paixões e relacionamentos são bem frequentes, mas também, o seriado aborda a superação e o recomeço de uma maneira intrigante. O público passa a temporada torcendo para que Mel se liberte das amarras do passado e enfrente os próprios medos e inseguranças. 

+++LEIA MAIS: Quais séries a Netflix cancelou em 2020?

Nada é construído sem a complexidade e desenvolvimento devidos, o que também é um ótimo ponto positivo da série, que revisita o gênero do drama apenas quando necessário. Mesmo mais aprofundado, o flerte com o clichê e a atenção para as situações reais e costumeiras da vida tornam a narrativa mais leve.

Virgin River conta com 10 episódios de em média 50 minutos na primeira temporada. Embora sejam mais longos na minutagem, a história é tão envolvente que a maratona se torna inevitável - e deliciosa. É uma aposta certeira para aqueles que amam romance.

 +++LEIA MAIS: Por que assistir A Maldição da Mansão Bly, sequência da série de terror Residência Hill? 

As paisagens, fotografia e cenas da cidade são destaques da série. O lugar é realmente encantador e muito aconchegante - até mesmo para o público. A trilha sonora reforça a boa construção da narrativa. 

Ainda, se ao acabar a primeira temporada, sentir a necessidade de ver mais de Jack e Mel, vale lembrar que os novos episódios chegam à Netflix nesta sexta, 27 de novembro. 


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ FROID: 'QUERO CHEGAR A UM NÍVEL POPULAR' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL