Amber Heard admite que bateu em Johnny Depp: ‘Estava tão brava que me descontrolei’

Um novo áudio vazado mostra a estrela de Aquaman ameaçando o ex-marido: "Não prometo que isso não vai acontecer de novo"

Redação Publicado em 03/02/2020, às 13h00

None
Amber Heard e Johnny Depp (Foto: Jonathan Brady / PA Wire Press Association via AP)

Um novo áudio publicado pelo Daily Mail mostra Amber Heard admitindo ter "batido" em Johnny Depp enquanto eles eram casados, o que pode provocar uma reviravolta na batalha judicial entre o astro de Hollywood e a ex-esposa.

+++ LEIA MAIS: Johnny Depp foi ameaçado de morte pelo pai de Amber Heard, segundo testemunha

De acordo com as fitas gravadas em 2015 com o consentimento de ambas as partes, Heard atirou vasos e panelas em Depp durante uma discussão do casal. Depois, ela provoca: "Sinto muito por não ter batido no seu rosto com um tapa apropriado, mas eu estava batendo em você, não socando você."

"Baby, você não foi espancado", continua Heard. "Eu não sei qual foi o movimento da minha mão, mas você está bem, eu não te machuquei, eu não te dei um soco, eu estava batendo em você."

A estrela de Aquaman ainda critica Depp por "se esquivar" da discussão, dizendo: "Você é um bebê, Johnny, cresça."

"Eu fui embora ontem à noite", respondeu o ator. "Sinceramente, eu não aceitava mais a ideia de confronto, de abuso físico entre nós dois. Porque, se tivéssemos continuado, as coisas teriam ficado muito feias. E, baby, eu disse isso uma vez. Estou morrendo de medo, estamos na cena de um crime agora."

"Não prometo que isso não vai acontecer de novo", alertou Heard. "Meu Deus... Às vezes fico tão brava que perco o controle."

+++ LEIA MAIS: Abuso de álcool e drogas de Johnny Depp deve prejudicá-lo em batalha judicial

O Daily Mail informa que podem haver mais fitas - e que estas podem ter um papel importante no processo de difamação movido por Johnny Depp contra Amber Heard.

Em maio de 2016, a atriz pediu o divórcio, afirmando que Depp batia nela frequentemente durante o casamento. Em dezembro de 2018, ela escreveu um artigo para o jornal The Washington Post, explicando que sentia "toda a ira da nossa cultura pelas mulheres que se falam." 

Em resposta, o intérprete de Jack Sparrow afirmou que foi vítima de uma "farsa elaborada" criada por Heard para ajudá-la a ascender na carreira.

"A Srta. Heard não é vítima de violência doméstica; ela é uma agressora", contestou Depp. "Ela me bateu, me socou e me chutou. Ela também jogava objetos no meu corpo e na minha cabeça, incluindo garrafas pesadas, latas de refrigerante, velas acesas, controles remotos e latas de diluente, o que me feriu gravemente."

+++ LEIA MAIS: Johnny Depp ameaçou Amber Heard de morte, relata a atriz

 


+++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 2), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL