Amou Elite? Conheça Outer Banks, a nova série teen de suspense da Netflix

A produção original estreou no dia 15 de abril no streaming

Redação Publicado em 02/05/2020, às 18h00

None
Outer Banks (Foto: Reprodução/Netflix)

Outer Banks é uma das novas séries adolescentes lançadas pela Netflix. A produção original norte-americana estreou no serviço de streaming dia 15 de abril e conquistou o público pela narrativa de drama teen - que embora possa soar clichê, não comete erros. 

+++LEIA MAIS: Amou Simplesmente Acontece? Conheça Lovesick, série da Netflix sobre paixão entre melhores amigos perfeita para maratonar

Para quem amou Elite, o suspense e o mistério somados às cenas de ação que envolvem a série nas três temporadas, certamente irá se apaixonar pela história apresentada em Outer Banks - há algumas diferenças, porém. 

A nova produção original Netflix, criada por Josh Pane, Jonas Pate e Shannon Burk, tem uma atenção maior na construção das cenas de ação e na narrativa que envolve o ‘mistério’ responsável por impulsionar a história - e é um pouco mais distante dos romances intensos trazidos em Elite

+++LEIA MAIS: 5 filmes na Netflix para lidar com o coração partido

Em uma ilha litorânea na Carolina do Norte, chamada Outer Banks, há uma divisão clara entre a área nobre e a periferia, na qual também separa os cidadãos pertencentes às diferentes classes sociais - aqueles com altos recursos financeiros e propriedades são os Kooks enquanto os trabalhadores são os Pogues. 

Nas primeiras cenas, a série logo apresenta um grupo de adolescentes de 16 anos da periferia que estão sempre juntos e, claro, serão os responsáveis por movimentar as tramas da série: John B. (Chase Stokes), J.J. (Rudy Pankow), Pope (Jonathan Daviss) e Kiara (Madison Bailey) - que, na verdade, é uma Kook, mas não aceita as desigualdades sociais e quer ajudar quem precisa, principalmente os três amigos. 

+++LEIA MAIS: 6 produções na Netflix que retratam relacionamentos alternativos

John B. é um garoto que foi abandonado pela mãe, tem um pai desaparecido há nove meses e um tio ausente - mas não é emancipado, portanto, corre risco de ser levado para a adoção pelo Conselho Tutelar. Ele vive em uma cabana na periferia de Outer Banks e está sempre acompanhado dos três amigos. 

Após um furacão na Ilha, John B. encontra pistas que podem ter a ver com o sumiço do pai dele. Logo, também descobre sobre um esquema dentro de Outer Banks chamado de Royal Merchant que envolve ouro. Na intenção de ficarem ricos e então tornarem-se Kooks, os quatro jovens embarcam nessa incrível e complicada jornada de “caça ao tesouro”.

+++LEIA MAIS: 4 filmes LGBTQ+ para assistir enquanto Me Chame Pelo Seu Nome 2 não estreia

Certamente os quatro não eram os primeiros a conhecer isso e logo, enfrentam muitos problemas para conseguir avançar nas descobertas. Ao longo desse caminho, John B. conhece Sarah (Madelyn Cline), filha de um dos homens mais ricos da ilha, Ward (Charles Esten), que também entra na aventura para desvendar o mistério. 

Os primeiros momentos da série podem parecer lento, mas a partir do episódio quatro, as cenas de ação e suspense passam a tomar conta da narrativa e o espectador juntamente com o grupo dos Pogues começa a montar o quebra-cabeça de Outer Banks. 

+++ LEIA MAIS: As 61 estreias da Netflix em abril de 2020: La Casa de Papel Pt. 4, Forrest Gump, Clube dos Cinco e mais

Com o suspense e a ação combinados ao humor leve, a produção acerta no gênero drama teen. O resultado é um público envolvido com a história e com os personagens desde o primeiro episódio. 

A construção dos personagens é cativante - e não apenas conversa com o público jovem, mas de qualquer faixa-etária. As histórias complexas e repletas de dramas familiares, em relacionamentos e em amizades é o adicional necessário para tornar a série ainda mais interessante e se aproximar, mais uma vez, do gênero teen. 

+++LEIA MAIS: Conheça Toy Boy, a viciante série espanhola que é a mais assistida da Netflix

As lições sobre a fidelidade, companheirismo e lealdade entre amigos são ótimas para a reflexão do público. Inclusive, o foco maior é na amizade e não nos relacionamentos amorosos. Os diálogos inter-pessoais dos personagens são necessários para a construção da narrativa, por isso, a união entre os quatro é muito sensível e intensa.

Vale destacar o desempenho de Chase Stokes como John B. - que evoluí muito como personagem, com os dramas pessoais e com a história do pai; o de Rudy Pankow como J.J. - que enfrenta problemas familiares complexos e precisa amadurecer de uma maneira dolorosa por conta disso; e o de Madelyn Cine como Sarah - que também passa por questões com a família e passa por um processo de auto-conhecimento.

+++LEIA MAIS: Todas as séries canceladas pela Netflix em 2020 até agora

Como a história se passa em uma ilha, as paisagens são belíssimas e se você ama oceano, mar e ilhas - certamente irá adorar a fotografia da série. Ainda, a trilha sonora traz músicas que combinam com o cenário como reggae e folk. 

Por fim, a série só tem dez episódios, o que a torna uma ótima escolha para maratonar na Netflix. A primeira temporada de Outer Banks já está disponível no serviço de streaming.


+++ RUBEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL