Análise de audiência nos Estados Unidos passará a levar em conta o que for assistido na internet

Atualmente, o Ibope estuda uma maneira de implementar o modelo no Brasil

Redação Publicado em 14/03/2013, às 11h21 - Atualizado às 11h47

House of Cards
Divulgação

A internet passará oficialmente a fazer parte da contagem de audiência dos programas de televisão. A Nielsen, empresa que faz essa medição nos Estados Unidos, anunciou a mudanças. De acordo com a Folha de S. Paulo,no Brasil, o Ibope já busca uma forma de implementar a novidade, que passa a valer por lá em setembro.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

A partir de então, as casas norte-americanas sem TV paga, mas com TV ligada à internet, passarão a ser consideradas, de forma que os publicitários terão números mais corretos na hora de vender espaço de propaganda para suas atrações. A ideia, no futuro, é também medir a audiência de outros aparelhos conectados à rede, como iPads.

Nos últimos anos, há uma tendência nos Estados Unidos de abrir mão da TV por assinatura, já que agora o conteúdo quase todo das emissoras está na internet e os tablets e smartphones ajudam o consumidor a ver os programas em qualquer lugar e sem a necessidade de assistir ao vivo. Essa liberdade que o público tem para assistir TV na internet foi um dos principais motivos para serviços de streaming como a Netflix resolverem investir em programação original, como a série House of Cards (foto).

Em uma iniciativa semelhante, recentemente, a parada musical da Billboard anunciou que passaria a medir view no YouTube em suas contas.