Andreas Kisser revela teste para o Metallica durante turnê do Black Album nos anos 1990 e ficou em segundo lugar

Após James Hetfield sofrer um acidente, a banda precisou procurar um novo guitarrista para tocar nos shows da turnê

Redação Publicado em 22/09/2020, às 07h54

None
Andreas Kisser (Foto: Getty Images / Ethan Miller)

Andreas Kisser, do Sepultura, revelou ter feito um teste para tocar no Metallica durante a turnê do lendário Black Album, em 1990. Em entrevista ao Ted Aguilar, reproduzida pelo Tenho Mais Discos Que Amigos, o músico relembrou como foi a experiência. 

Na época, James Hetfield tinha sofrido um acidente com os efeitos pirotécnicos do show e não conseguia tocar guitarra, então, a banda abriu testes para músicos do mundo inteiro para encontrar o substituto ideal para tocar o instrumento. 

+++ LEIA MAIS: 'Nothing Else Matters', clássico do Metallica, será parte importante de novo filme da Disney

Jason [Newsted] me ligou. ‘Ei, estamos em Denver, Colorado. Temos arena montada aqui. E estamos testando a galera’”, disse Kisser. “O Metallica é enorme porque eles são enormes em todos os aspectos - na atitude. Eles realmente buscaram todo tipo de possibilidade. Até eu mesmo, um guitarrista do Brasil.”

Kissercontou que foi recebido por uma limousine, que o levou para a arena de testes onde estavam os outros concorrentes. Apesar da oportunidade única, o músico disse que se sentiu  tranquilo e muito bem recebido pelos integrantes da banda

+++ LEIA MAIS: Metallica publica show icônico com ‘um dos melhores setlist de todos’ na íntegra; assista

“A primeira pessoa que vi foi Kirk Hammett: ‘Ei, você veio do Brasil. Você está bem, cara?’ E então eu estava ouvindo alguns caras tocando, e eu seria o próximo. Eu entrei e toquei muito calmo. Foi estranho. Porque eles realmente me fizeram sentir em casa”, disse o guitarrista.

Ele ainda falou: “Você está com seus amigos em um estúdio e toca ‘Seek & Destroy’ - ok, está tudo bem. E então você vai lá e vê o Lars Ulrich… Tudo bem. Nada de ‘Seek & Destroy’. Vamos tocar ‘The Shortest Straw’ […] E aí dá certo. Quer dizer, ‘The Shortest Straw’, ‘One’, ‘Nothing Else Matters’, ‘Enter Sandman’… Ah, cara. Isso me dá arrepios só de lembrar. E fui muito bem-vindo”.

+++LEIA MAIS: Metallica: Lars Ulrich defende a som tão criticado do disco 'St. Anger'

Em outro trecho da entrevista, transcrito pelo site Blabbermouth e reproduzido pelo Whiplash, o músico contou que não conseguiu a vaga, mas ficou feliz apenas de ter chegado a final ao lado de John Marshall, guitarrista do Metal Church que já havia substituído Hetfield antes. 

"E então eu fiquei para a final, para o dia seguinte. Éramos eu e John Marshall apenas, o que eu senti que foi uma grande vitória para mim, mesmo sem ter conseguido o emprego. Mas as músicas do Black Album ainda eram muito novas para mim. ‘The Unforgiven' tinha um monte de detalhes que eu não sabia tocar e outras coisas . E John Marshall estava pronto."

Por fim, Kisserdisse: "Passou muito perto, por pouco não tive a possibilidade de fazer uma turnê com eles e o Guns N’ Roses e o Faith No More estava abrindo; a turnê foi incrível. Mas foi uma das melhores experiências da minha vida. E ainda hoje somos amigos. É fantástico”. 

Confira a matéria original do Tenho Mais Discos Que Amigosaquie entrevista completa abaixo: 


+++ MANU GAVASSI: 'SE A MÚSICA SÓ FOR UMA FÓRMULA, É VAZIA E NÃO EMOCIONA' | ENTREVISTA ROLLING STONE