Angelina Jolie indica que poderá se aposentar após interpretar Cleópatra nos cinemas

“O que estaria além desse papel?”, questiona a atriz, que pretende focar na carreira de diretora

Redação Publicado em 02/06/2014, às 10h18 - Atualizado às 13h33

Angelina Jolie - Malévola
Reprodução

O que estaria além de Cleópatra? Angelina Jolie não sabe a resposta – ou melhor, sabe, mas ela pode ser bastante definitiva. A atriz indicou em entrevista à rádio BBC Five, de acordo com o site do jornal britânico The Guardian, que o papel da rainha do Egito pode ser o último dela.

Brad Pitt e Angelina Jolie devem voltar a trabalhar juntos pela primeira vez em nove anos.

“Ela é complicada, é difícil acertar neste daqui. Acho que estamos chegando lá. Estamos chegando perto. Eu imagino que a preparação será grande. É um daqueles [papéis] que você coloca tudo nele e, como quer que você termine, esse é o fim – de uma forma incrível. O que pode estar além deste papel?”, disse a atriz.

Conheça dez celebridades que seguiram a carreira dos pais, como Angelina Jolie.

O filme Cleopatra vem sofrendo baixas com o passar dos anos. Alguns diretores como James Cameron, Ang Lee e David Fincher já se mostraram interessados, mas ninguém ainda foi oficializado. O roteiro será escrito por Eric Roth – “um grande amigo meu e um escritor brilhante”, derrete-se Jolie sobre o roteirista de Forrest Gump, o Contador de Histórias (1994) e O Curioso Caso de Benjamin Button (2008). O filme se baseará na biografia Cleopatra: A Life, de 2010, que rendeu um Pulitzer para Stacy Schiff.

Arquivo RS: recém-separada e mãe solteira, Angelina Jolie se abria e também soltava farpas.

A frase acima de Jolie, fora de contexto, pode soar exagerada. Acontece que a atriz já revelou, em maio deste ano, ao divulgar o filme estrelado por ela, Malévola, que ela gostaria de deixar de atuar para focar na direção e no trabalho humanitário. “Eu tive uma carreira maravilhosa e estou muito feliz em ter tido a oportunidade de contar histórias e ter trabalhado o quanto eu trabalhei”, contou ela, também de acordo com o The Guardian.

“Tenho certeza de que haverá mais filmes, mas sou feliz em poder ser mais seletiva e me divertir com personagens como essa [a bruxa Malévola]. Gostaria de focar em escrever, dirigir e, acima de tudo, focar no meu trabalho com a Nações Unidas.”

Malévola estreou no Brasil no dia 29 de maio.