Antes de Matrix, Keanu Reeves teve uma banda e abriu show de David Bowie

O jovem Reeves tocava baixo na Dogstar, banda grunge dos anos 1990

Redação Publicado em 08/07/2019, às 17h55

None
Keanu Reeves como Neo em Matrix e David Bowie (Foto 1: Reprodução e Foto 2: AP)

Keanu Reeves é hoje um dos atores mais reconhecidos do cinema e uma das pessoas mais queridinhas da internet. Em filmes como Bill e Ted, Matrix, e John Wick, consagrou-se na área de atuação. 

Mas o que muita gente não lembra é que esse não é o único talento de Reeves. Além de arrasar em blockbusters, o ator sabe tocar baixo, e chegou a ter uma banda grunge, Dogstar, durante a década de 1990, época em que praticamente morava em hotéis e andava de motocicleta pelos EUA. O grupo chegou a lançar dois discos, Our Little Visionary (1996) e Happy Ending (2000) - o primeiro sendo uma estreia exclusiva no Japão. 

+++ LEIA MAIS: 11 provas de que Keanu Reeves é o cara mais gente boa do mundo dos famosos

Dogstar não foi um sucesso internacional e teve pouco tempo de existência. Mas, durante os anos em que esteve ativa, mas teve algum reconhecimento - e em 1995 tocaram com Bon Jovie David Bowie!

Rob Mailhouse, companheiro de banda de Reeves, relembrou o acontecido. “Eu lembro de receber uma ligação de nosso agente, e ele estava completamente ‘vocês não vão acreditar, mas David Bowie pediu para vocês abrirem!’. Ele foi um cavalheiro - tudo que você imaginaria que ele seria. O melhor artista. [...] Ele disse ‘ei, ouvi a música de vocês. Incrível.”

Sobre Bon Jovi, a relação foi mais próxima: ambas bandas foram expulsas do hotel em que estavam, e realocadas. “Tínhamos uns dias a toa, então ficávamos lá sentados, jogando tênis e bebendo vinho com Bon Jovi.”

No final, Dogstar fez sucesso, mas nada realmente estrondoso. E para Keanu, isso é o que deveria ter acontecido, mesmo. “Acho que se a gente fosse melhor, teria ajudado”, brincou em uma entrevista à GQ. 

Veja Reeves e Bowie juntos:


+++ SESSION ROLLING STONE: Cynthia Luz acredita no amor puro com "Não Sou Sem Nós"