Apelação de Phil Spector foi rejeitada pela Suprema Corte nos Estados Unidos

Os advogados do produtor afirmam que seus direitos constitucionais foram violados no julgamento

Rolling Stone EUA Publicado em 22/02/2012, às 11h47 - Atualizado às 13h17

Phil Spector
AP

A Suprema Corte dos Estados Unidos rejeitou o pedido de revisão da condenação de Phil Spector, de acordo com o que informou a agência de notícias Reuters.

Os advogados do produtor argumentaram que os direitos processuais constitucionais dele foram violados quando os promotores usaram no julgamento os comentários do juiz a respeito do testemunho de um expert. Isso acabou tornando o juiz uma testemunha dos promotores.

A corte manteve a condenação de Spector por assassinato em segundo grau por ter matado a atriz Lana Clarkson, que foi morta a tiros na casa de Spector em Los Angeles em 2003. A justiça não fez nenhuma declaração a respeito da decisão da corte de apelações da Califórnia.

Os advogados de Spector têm trabalhado sem sucesso para derrubar a condenação dele ao longo dos últimos dois anos. Mais recentemente, a Corte Suprema da Califórnia negou um pedido de revisão do caso que trazia a mesma argumentação de violação dos direitos processuais.