Pulse

Apesar do sucesso, John Lennon achava "Yesterday" ruim; entenda

A canção escrita por Paul McCartney liderou as ondas de rádio e ganhou mais de três mil versões por outros artistas, mas Lennon apontou várias vezes que a música é "fraca"

Redação Publicado em 22/10/2019, às 13h12 - Atualizado às 13h13

None
John Lennon (Foto: AP)

Durante a existência do quarteto mais icônico da história da música, podemos perceber uma série de sucessos imbatíveis. Basicamente, todo novo álbum pensado por John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr conquistava o topo das paradas e os singles tinham a mesma probabilidade. 

Mas será que os Beatles já gravaram um sucesso maior do que "Yesterday"? Bom, se a análise for feita estritamente pelo desempenho do Hot 100 da Billboard, talvez seja possível arguementar a favor de "Hey Jude", que permanceu no topo da parada durante nove semanas, e  "I Want to Hold Your Hand" que esteve por sete semanas. 

+++ LEIA MAIS: Em 1970, John Lennon revelou qual música dos Beatles ele menos gostava: 'Foi feita às pressas'

Mas se você pensar em rádio, é difícil argumentar contra "Yesterday". Em 1999, a clássica canção escrita por Paul McCartney chegou a 7 milhões de plays nas rádios.

Sendo assim, "Yesterday" é um dos maiores sucessos da música contemporânea. E nenhuma música ganhou mais versões por outros artistas do que essa. A título de curiosidade, existem mais de três mil versões de "Yesterday". E é claro, toda vez que alguém ouve uma versão da música feita por outra pessoa, automaticamente a imagem de McCartney vem à mente. 

Quando os Beatles chegaram ao fim, a música assombrou John Lennon como nenhuma outra, embora o músico tenha elogiado o grande sucesso do colega, ele tinha ressalvas à música e não tinha medo algum de compartilhar essas opiniões. 

+++ LEIA MAIS: Além dos Beatles: 12 músicas solo de John Lennon que expressam a genialidade do artista [LISTA]

Para Lennon, a letra de "Yesterday" não chega em lugar algum. Enquanto poucas pessoas tiveram coragem de críticar o sucesso, Lennon apresentou nenhuma hesitação ao pontuar isso em boa parte das entrevistas, incluindo a da Playboy de 1980. 

"Bem, todos nós sabemos sobre 'Yesterday'. Essa é a música de Paul e o bebê dele."

"Mas eu nunca desejei ter a escrito", disse ele.

As críticas de Lennon se resumiam ao conteúdo lírico da letra. 

+++ LEIA MAIS: Paul McCartney e Ringo Starr voltam à Abbey Road e lançam novo clipe de 'Here Comes The Sun'; assista

"Embora as letras não resolvam em nenhum sentido, elas são boas frases. Eles certamente funcionam. Mas se você ler a música inteira, ela não diz nada."

No final das contas, John gostaria de saber mais sobre a história do eu-lírico da música e o  amor perdido.

"Você não sabe o que aconteceu", comenta na entrevista. 

Lennon acredita que McCartney foi melhor em "Hey Jude". 

+++ LEIA MAIS: Por que Paul McCartney escreveu "Hey Jude" para o filho de John Lennon?

"Hey Jude é um conjunto de letras muito bom. E eu não dei nenhuma contribuição para isso." 

Lennon também apontava "Here, There and Everywhere", de Revolver, como uma das grandes canções de McCartney.