Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Após 'ameaça', computadores do Palácio do Planalto são formatados

Segundo a coluna de Rodrigo Rangel, uma suposta ameaça cibernética teria sido detectada pelos sistemas do Palácio do Planalto após as eleições; entenda

Redação Publicado em 11/11/2022, às 16h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Fachada do Palácio do Planalto (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)
Fachada do Palácio do Planalto (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

Dias depois do segundo turno das eleições presidenciais de 2022, a área de informática do Palácio do Planalto recebeu uma mensagem preocupante, com informações sobre uma suposta ameaça ao sistema do governo. Diante do problema, os computadores da presidência teriam sido formatados.

Segundo a coluna de Rodrigo Rangel, do Metrópoles, tudo começou com a mensagem que afirmava que o sistema antivírus da rede da Presidência da República “detectou uma ameaça”. Classificando tal ameaça como um malware que poderia danificar dados e até o sistema operacional das máquinas, a nota ainda pontuava que, “em alguns casos”, arquivos dos computadores acabaram criptografados.

+++LEIA MAIS: STF suspende MP de Bolsonaro que vetava apoio financeiro para a cultura

Disparada para o setor de informática do Planalto, a mensagem orientava os funcionários a formatarem seus equipamentos para que o sistema operacional pudesse ser reinstalado. O setor, inclusive, realizou uma espécie de força-tarefa na quinta-feira, 03 de novembro, a fim de “amenizar” a situação — sendo que, segundo a nota, as demais áreas do Planalto já haviam sido informadas da ameaça.

Diante dessas informações, a coluna de Rangel entrou em contato com a Presidência da República, realizando uma série de perguntas na quinta-feira, 10. Muito disso porque, segundo o próprio colunista, a mensagem sobre a suposta ameaça foi recebida com bastante estranheza, principalmente por suceder a derrota de Jair Bolsonaro nas eleições e sugerir a formatação dos sistemas do Planalto.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro se manifesta em discurso curto e critica manifestações

Acontece que, quando uma máquina ou computador são formatados, todas as suas informações são deletadas, para que um sistema "limpo" entre em ação. Se realizada da forma equivocada, a formatação poderia deletar permanentemente alguns arquivos bastante importantes para a União.

Dessa forma, a coluna do Metrópoles chegou a questionar, por exemplo, qual a extensão dos supostos danos da ameaça cibernética, além de perguntar se algum arquivo chegou a ser perdido no processo de formatação e se um backup seria feito nas máquinas do Palácio do Planalto. Nesta sexta-feira, 11, então, a Presidência respondeu aos questionamentos da coluna, confirmando a “ameaça”.

+++LEIA MAIS: Brasil já teve eleições decididas no 1º turno?

Negando quaisquer danos aos computadores do Planalto, a nota assinada pela Secretaria-Geral da Presidência afirmou que o malware teria sido detectado em “algumas estações de trabalho” no dia 1º de novembro. Neutralizada algumas horas depois, a ameaça não teria comprometido os sistemas, apesar de ter ocorrido por meio de phishing — uma técnica utilizada para roubar dados confidenciais.

Confira, abaixo, a nota oficial enviada à coluna do Metrópoles — que não confirma se os computadores do Planalto foram realmente formatados, nem explica se a origem da ameaça será investigada:

“Em 01/11/2022, as ferramentas de segurança que protegem a rede da Presidência da República detectaram a presença de um malware em algumas estações de trabalho, tendo neutralizado suas ações poucos minutos depois. De imediato, a Equipe de Tratamento e Resposta a Incidentes em Redes Computacionais (ETIR) iniciou as análises para identificar a origem da infecção, tendo identificado que ela ocorreu por meio de phishing. Não houve vazamento de dados, nem comprometimento de sistemas hospedados na rede da Presidência da República.”

+++LEIA MAIS: Música de Janet Jackson quebra computadores antigos