Após ameaça suicida, Sinéad O'Connor volta a se queixar de família na internet

“Vocês estão mortos para mim. Vocês mataram sua mãe”, escreveu a cantora

Rolling Stone EUA Publicado em 30/11/2015, às 18h16 - Atualizado às 18h55

A cantora Sinead O'Connor durante show no festival suíço Montreux Jazz, em julho de 2015

Ver Galeria
(3 imagens)

Após ameaçar cometer suicídio, Sinéad O'Connor escreveu um novo texto no Facebook, direcionado a alguns membros da família dela. A cantora foi supostamente encontrada “sã e salva” no domingo, 29, depois da postagem na rede social na qual ela disse ter uma overdose em um hotel na Irlanda.

Galeria: 15 grandes rebeldes da música internacional.

“Jake, Roisin, Jr., Frank, Donal, Eimear, nunca mais quero vê-los”, escreveu ela, fazendo referência ao filho mais velho, filha, um “Jr.” não especificado, pai de um dos filhos dela, ex-marido e irmão, respectivamente. “Vocês roubaram meus filhos de mim. E tiveram a hipocrisia de ir ao hospital e não estar lá quando eu acordei.”

“Sou merda para vocês”, seguiu ela, no mesmo trecho da postagem. “Vocês estão mortos para mim. Vocês mataram a mãe de vocês. Vocês roubaram meus filhos. Vocês me deixaram sozinha por 12 semanas!” Ela ainda escreveu: “Por qual motivo eu tive que ouvir que seus pés hipócritas pisaram aqui enquanto eu estava inconsciente?”.

Edição 32 – Entrevista: Sinéad O'Connor.

Sinéad seguiu fazendo provocações: “E agora vocês se foram e não atendem ao telefone? Vocês são uns assassinos ladrões de filhos, nunca mais quero ver ou saber de nenhum de vocês novamente. Por qual motivo vocês estiveram aqui quando foram vocês que me colocaram aqui? E onde estão vocês agora? Assassinos. Mentirosos. Hipócritas. Todos vocês. Vocês causaram isso”.

A fonte de notícias irlandesa BreakingNews.ie reportou no último domingo, 29, que a cantora estava recebendo assistência médica. Na nota de suicídio, ela escreveu que a única maneira com a qual ela conseguiria ter atenção da família dela – após o que ela vagamente chamou de “uma horripilante sequência de traições” – era ameaçar suicídio publicamente.

“Aparentemente, sou uma pessoa e uma mãe horrível e podre”, escreveu ela. “Fiquei sozinha, chorando alto por semanas. Eles todos me disseram [para] eu ir me foder. Sou invisível. Eu não importo um pingo para ninguém. Ninguém chegou perto de mim. Já morri um milhão de vezes com a dor disso.”

A cantora se referiu aos fãs e admiradores como “estranhos”, admitindo receber carinho deles, mas não da própria família. “Então, sim: estranhos gostam de mim, mas minha família não me dá nenhum valor. Eles não saberiam se eu estivesse morta até semanas antes de hoje, se eu não os estivesse informando agora mesmo.”

Este ano, Sinéad O'Connor cancelou turnê pelo Brasil por problema familiar.

Sinéad anteriormente postou uma foto de uma ordem judicial referente à custódia dos dois filhos mais jovens dela, Shane e Yeshua, clamando que nesta segunda-feira, 30, ambos se tornariam protegidos do tribunal. “Aqui está sua ordem judicial Donal Lunny”, escreveu. “Diz ‘guarda conjunta’... Você e Jake vão para a cadeia, sob os termos da ordem a qual você falsamente clamou que lhe apoiava em me impedir de ver meus filhos.”

Postagens anteriores de Sinéad detalham as preocupações com Shane, sugerindo que ele está depressivo e que os membros da família dela a impediram de ir em busca de ajuda para ele.