Após fala de Bolsonaro, OMS recomenda que vacinados usem máscara

Contradizendo o presidente Jair Bolsonaro, a OMS recomenda uso de máscara para todos, mesmo vacinados, como forma de barrar transmissão de Covid-19

Redação Publicado em 11/06/2021, às 11h30

None
Jair Bolsonaro olha para o lado com a mão para frente (Foto: Gabriela Bilo / Estadão Conteúdo / Agência Estado / AP Images)

Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou na quinta, 10, que pediu ‘parecer’ para Ministério da Saude com o objetivo de desobrigar uso de máscaras por vacinados e infectados anteriormente pela Covid-19. A Organização Mundial da Saúde (OMS), contudo, insiste que a recomendação é o uso do item para todos, inclusive imunizados. 

Segundo informações do UOL, em uma coletiva de imprensa nesta sexta, 11, Margaret Harris falou sobre o assunto. A médica e a porta-voz da OMS afirmou que, apesar de a agência não poder determinar o uso de máscaras em um país, a recomendação continua a mesma: usar a máscara.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro divulga chá sem eficácia contra Covid-19 e afirma que doença ‘tem cura’

"Deixamos a cada país tomar sua decisão, mas essa é a nossa recomendação. Vacinas são muito boas para evitar doenças. Mas ela não é um tratamento e só agem se você já foi infectado," explicou.

Harris continuou, e falou sobre o papel da máscara em barrar a transmissão da Covid-19: “O que queremos é reduzir a transmissão da doença e não sabemos se as vacinas podem evitar transmissão. Usar a máscara, portanto, é para prevenir a transmissão.”

+++LEIA MAIS: Bolsonaro volta a questionar vacinas contra Covid e diz que elas são ‘experimentais’

Nas redes sociais, o escritório da OMS na Europa também destacou que as vacinas não param a transmissão da doença: "Vacinas nos aproxima e aproxima do final da pandemia. Mesmo se você estiver vacinado, você ainda pode ser infectado e passar o vírus."

Assim, segundo o UOL, a agência pediu que nações “fação tudo” para tentar combater a transmissão da Covid-19, como "manter distância segura, use a máscara e limpe as mãos".

+++LEIA MAIS: Bolsonaro recusou vacina a 50% menos do valor pago por EUA e União Europeia


+++ URIAS: 'AS PESSOAS ESTÃO COMEÇANDO A ENTENDER MAIS DE MIM' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL