Após “Instant Crush”, Julian Casablancas diz ter outra colaboração com Daft Punk

Músico, líder do Strokes, vem ao Brasil neste fim de semana em carreira solo para se apresentar no festival Lollapalooza

Redação Publicado em 01/04/2014, às 10h25 - Atualizado às 13h06

Julian Casablancas - Daft Punk - Instant Crush
Reprodução / Vídeo

Julian Casablancas nunca escondeu o apreço pela música eletrônica e, após a parceria com o duo Daft Punk e um primeiro álbum solo embebido de sintetizadores e baterias eletrônicas, tudo ficou escancarado. O músico, também líder da banda de garage rock The Strokes, revelou à rádio chilena Radio Cooperativa, que tem mais uma colaboração com os franceses esperando para ser lapidada.

Arquivo RS: em 2003, o Strokes enfrentava o tabu do segundo disco e lutava para ganhar respeito da crítica. Enquanto isso, o vocalista Julian Casablancas fazia todo o esforço do mundo para não ser compreendido

“Temos mais uma música com Daft Punk na qual trabalhamos juntos e foi legal”, disse Casablancas. “Talvez eu me encontre com eles. E espero que a finalizemos em breve.” A primeira parceria entre eles, “Instant Crush”, foi lançada no disco da DJs Random Access Memories e até escolhida como um dos singles.

Casablancas estava no Chile para se apresentar no Lollapalooza realizado em Santiago, no último fim de semana. Ele também virá para a versão brasileira do festival, realizado nos dias 5 e 6 de abril.

Saiba como foram os dois dias de Lollapalooza Chile aqui e aqui.

Ele está em meio a uma mini-turnê pela América Latina que conta ainda com apresentações em Buenos Aires, Bogotá e Lima, para aquecer os motores para o lançamento do novo disco, Julian Casablancas + the Voidz.

Lollapalooza 2014 define os horários dos shows; veja a escalação completa

Em entrevista ao La Tercera, também chileno, ele explica que uma sonoridade eclética dominará o disco. “Eu não gosto de ouvir os mesmos tipos de música em sequência”, disse ele, revelando que o álbum terá jazz, world music e neoclássico são influências para o trabalho, tanto quando Black Flag e Sebastian Tellier;

O músico também respondeu sobre um futuro do Strokes, já que a banda deve voltar a se reunir em junho, quando a banda será uma das grandes atrações fo festival Governors Ball, que acontecerá em Nova York.

Grandes momentos do SXSW 2014: Julian Casablancas mostra músicas inéditas.

“Nós queremos continuar sendo amigos”, disse ele. “Gravando algumas músicas, fazendo alguns shows”. “Nós somos amigos, você entende?”, completou o músico.

Em um novo vídeo, chamado “Can I VHS You?” (algo como “posso filmar você?”, em tradução livre para o português, que pode ser assistido abaixo), publicado no fim de março, Casablancas deu mais detalhes sobre o álbum.

“O disco é uma espécie de ‘álbum de protesto’”, diz, sem justificar especificamente o motivo disso. “Tentei mantê-lo sutil. Tentei mantê-lo universal e sutil, mas, sabe, é [um disco] bastante triste”.

Ouça a colaboração entre Casablancas e Daft Punk:

Assista à entrevista sobre o disco Julian Casablancas + The Voidz:

Prévia do álbum: