Após a morte de Shain Gandee, MTV norte-americana cancela o reality show Buckwild

Produtor e empresário planeja transportar a série das televisões para os cinemas, mesmo que precise financiá-lo sozinho

Rolling Stone EUA Publicado em 10/04/2013, às 11h36 - Atualizado às 11h43

Buckwild
AP

A MTV norte-americana cancelou Buckwild depois da morte de Shain Gandee, mas um dos produtores do reality show diz que ele pode continuar as gravações em West Virgina com o intuito de transportar a série para os cinemas.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

J.P. Williams, que realiza o programa com própria produtora, a Parallel Entertainment, e empresaria grande parte do elenco, foi duro sobre a MTV em entrevista ao The Hollywood Reporter. “Esta é a rede de televisão que possui programas sobre gravidez na adolescência. Eles vão permanecer com um show que permite abandonar uma criança, mas um garoto morre com aquilo que ele faz para viver e eles cancelam o show?”, disse ele. “Algo está cheirando muito mal”.

Shain, seu tio e um amigo dele foram encontrados mortos dentro do Ford Bronco do jovem astro, no dia 1º de abril, após saírem para fazer uma trilha off-road, levando a MTV suspender a produção da série da segunda temporada, na semana passada. O veículo foi encontrado parcialmente imergido na lama. De acordo com as autoridades, os três morreram de envenenamento por monóxido de carbono.

J.P., nascido na West Virginia, afirma que a MTV havia dito a ele, na sexta-feira, 5, que o show teria continuidade. Ontem, terça-feira, a decisão invertida, afirma ele. “Não houve explicação”, disse.

Espera-se que a MTV anuncie oficialmente o cancelamento de Buckwild ainda na manhã desta quarta-feira, 10. A emissora ainda possui quatro episódios inéditos prontos e um especial dedicado a Shain, que possivelmente irá ao ar.

O produtor disse que ele está inclusive preparado para financiar o filme da série, se for necessário. “Meu trabalho é proteger esses garotos”, disse ele. “A coisa vai ficar feia.”