Após revelar ter contraído HIV, Charlie Sheen planeja lançar autobiografia

Empresário do ator está em contato com editoras para publicar livro sobre a carreira dele e a luta contra o vírus

Rolling Stone EUA Publicado em 19/11/2015, às 19h56 - Atualizado às 20h38

Charlie Sheen em participação no programa Today, da NBC, no qual revelou ser portador do vírus HIV
Peter Kramer/AP

Charlie Sheen tem planos de falar sobre sua carreira no cinema e na TV, bem como sua luta contra o HIV, em uma autobiografia. As informações são do Entertainment Tonight.

Luto e luta: relembre a história de 12 artistas que contraíram HIV.

O empresário do ator, Mark Burg, está se encontrando com publishers para falar sobre a possibilidade de fazer o livro, que deve ser de interesse a várias editoras depois de o Sheen ter anunciado, em entrevista a Matt Lauer na última terça-feira, 17, que ele é HIV positivo há quatro anos.

Como disse Sheen ao Today, e em carta aberta, o diagnóstico dele tem sido repleto de sucessos médicos e colapsos pessoais. Enquanto Sheen conseguiu conter a doença com um regime rigoroso de remédios antirretrovirais, ele chamou o diagnóstico em si de “um coice na minha alma”, e sucumbiu ao uso excessivo de álcool e outras drogas.

Edição 70: Charlie Sheen pode ter deixado o “tiger blood” e voltado à TV, mas não está totalmente abstêmio.

Durante aquele tempo, Sheen também continuou a fazer sexo e contratar prostitutas, que supostamente usaram o conhecimento da doença do ator para chantageá-lo (pelas estimativas dele, ele desembolsou mais de US$ 10 milhões). Segundo disse a Lauer, em uma ocasião uma mulher entrou sorrateiramente no banheiro dele e tirou fotos dos medicamentos, dizendo que venderia as imagens para tabloides.

Mais de 30 anos após ser identificada, AIDS deixou de ser um monstro, mas ainda é motivo de preocupação.