Após sequestro, vocalista do The Calling diz que sobreviveu porque se tornará pai

Alex Band sofreu um sequestro relâmpago e foi espancado, mas liberado pelos bandidos depois de revelar a paternidade

Redação Publicado em 21/08/2013, às 08h48 - Atualizado às 12h45

Alex Band, vocalista do The Calling
Katy Winn/AP

Alex Band divulgou mais detalhes sobre o sequestro-relâmpago sofrido no último domingo, 18, em Michigan, nos Estados Unidos. “Eu nunca pensei que o meu filho ainda não nascido seria o meu salvador”, disse ele, segundo a revista Us Weekly.

O The Calling fez show em São Paulo em 2009. Na apresentação, Alex Band mostrou o que sabia para continuar participando do jogo do pop.

O vocalista do The Calling estava na cidade com a banda para participar de um festival. Nas primeiras horas de domingo, Band foi interceptado enquanto se dirigia a uma loja de conveniência. Ele foi agarrado pela camiseta, espancado e largado em um trilho de trem, onde foi encontrado pelos companheiros de banda.

O comunicado traz mais detalhes sobre a agressão. Ele teria apanhado com um bastão policial e teve uma arma apontada para a cabeça dele. Os sequestradores queriam “dinheiro de Hollywood”.

“Depois que Band lutou contra os agressores, ele foi acuado até uma van, com a arma apontada para a cabeça. Então, ele falou: ‘Não me matem, eu estou prestes a me tornar pai’. Ele apanhou mais até que os sequestradores responderam: ‘Nós não matamos pais’. E Band foi deixado à beira da morte”, diz o comunicado.

O vocalista sofreu uma fratura na coluna inferior, teve três dentes quebrados, um hematoma do lado do estômago e precisou levar 15 pontos para fechar um corte aberto no queixo.

“Sou grato por estar vivo e eu sei que meu destino é levar a minha música para os meus fãs”, disse o vocalista, cujo grupo é famoso pelo hit “Wherever You Will Go” e voltou às atividades após um longo hiato.