Apresentações de “reunião” do Smiths são canceladas após polêmicas envolvendo os integrantes

Ex-baterista da banda decide deixar o projeto após o baixista Andy Rourke ser falsamente listado como um dos participantes

Redação/Rolling Stone EUA Publicado em 23/01/2018, às 15h18 - Atualizado às 15h31

The Smiths
Reprodução/Facebook

A série de shows Classically Smiths, inicialmente programada para passar por Londres, Manchester e Edimburgo antes de se tornar uma turnê e viajar a Europa, foi cancelada. De acordo com uma declaração de Joel Perry, da Bad Productions, a decisão ocorreu após “comentários recentes na imprensa.”

Mike Joyce, ex-baterista do The Smiths, decidiu abandonar o elenco dos shows após a empresa responsável falsamente listar o ex-companheiro de banda Andy Rourke como um dos participantes. “É com muito pesar que anuncio que não mais participarei dos concertos Classically Smiths”, disse Joyce. “Aceitei de boa vontade fazer parte dos shows ao lado de Andy Rourke e [ex-guitarrista do Smiths] Craig Gannon. Infelizmente veio à tona, em cima da hora, que Andy na verdade não fazia parte.”

Inicialmente, os concertos foram divulgados como uma reunião entre os três ex-Smiths, com participação de diversos vocalistas que auxiliariam na execução de grandes clássicos da banda e também com a contribuição instrumental da Manchester Camerata Orchestra. Contudo, horas depois do anúncio, o baixista Andy Rourke negou o envolvimento no projeto, dizendo que nada havia sido “confirmado, aprovado ou contratado por mim ou pela minha equipe.”

Um representante do músico disse à Rolling Stone EUA que Rourke nunca aceitou participar, apesar de um comunicado de imprensa sobre o Classically Smiths mencionar uma frase supostamente dita por ele. Rourke negou ter declarado qualquer coisa para o evento.

Joyce, por sua vez, declarou ter sido enganado sobre o envolvimento do colega, e que após descobrir a verdade, foi instruído a não divulgar a informação. Ele também disse que a decisão de abandonar as apresentações veio “após muita reflexão”, já que a participação de Andy era “uma parte enorme pela qual concordei em fazer parte.”