Aquarius é preterido e Pequeno Segredo concorre a indicação ao Oscar pelo Brasil

Longa dirigido por David Schürmann é o representante nacional na disputa por uma vaga na mais prestigiada premiação do cinema

Redação Publicado em 12/09/2016, às 15h28 - Atualizado às 16h31

Imagem do filme Pequeno Segredo (2016)
Reprodução

O filme brasileiro a disputar uma indicação ao prêmio de Melhor Filme Estrangeiro na cerimônia do Oscar de 2017 é Pequeno Segredo. O longa desbancou o favorito Aquarius, elogiado trabalho de Kleber Mendonça Filho que concorreu recentemente à Palma de Ouro em Cannes.

O anúncio foi feito nesta segunda, 12, por Beto Rodrigues, um dos dez integrantes da comissão criada pela Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura para tomar a decisão. Os critérios tomados incluem “qualidade técnica e artística” e “adequação ao pensamento da Academia.”

LEIA TAMBÉM

[Artigo] Aquarius vai à Cannes (2016)

[Preview] veja as próximas estreias dos cinemas

[Crítica] Aquarius, com Sonia Braga e Irandhir Santos (2016)

Pequeno Segredo tem direção de David Schürmann e narra a história de Kat, menina adotada pela família de Schürmann – a primeira tripulação brasileira a rodar o mundo em um veleiro – e portadora de HIV. Baseado em fatos reais, o longa traz no elenco Julia Lemmertz, Maria Flor, Fionnula Flanagan, Marcello Antony e Mariana Goulart, entre outros.

No Facebook, Schürmann comentou a notícia: “Obrigado a todos os que acreditam nesse filme! Meu profundo respeito a todos os maravilhosos filmes inscritos. Tenham certeza que faremos de tudo e não economizaremos energias para representar nosso país na premiação do Oscar 2017. Obrigado, Obrigado, obrigado!".

Pequeno Segredo concorreu à indicação com outros 15 filmes brasileiros. Agora, o longa vai disputar a vaga para ser elegível a Melhor Filme Estrangeiro no próximo Oscar com títulos do mundo inteiro, e o resultado será divulgado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas no dia 24 de janeiro.

O resultado reforça o discurso de parte do meio cinematográfico de que Aquarius está sofrendo uma espécie de boicote pelo governo de Michel Temer. Isto porque, em maio, no último Festival de Cannes, o elenco e o diretor protagonizaram um protesto bastante repercutido contra o impeachment da então presidente Dilma Rousseff.

Aquarius chegou a receber a classificação indicativa para 18 anos de idade, o que gerou protestos pela equipe do longa, resultando na redução da censura para 16 anos. Além disso, a comissão do Ministério da Cultura, responsável pela escolha do representante brasileiro no Oscar, tem sido fortemente questionada pela presença do crítico Marcos Petrucelli, que já depreciou o time de Aquarius devido aos protestos em Cannes.

No meio de toda a polêmica, três diretores – Anna Muylaert (Mãe Só Há Uma) e Gabriel Mascaro (Boi Neon) e Aly Muritiba (Para Minha Amada Morta) – retiraram seus próprios filmes da disputa pela vaga no Oscar, em solidariedade a Aquarius.

Para ser elegível à vaga brasileira para uma indicação ao Oscar 2017, os filmes têm de estrear até o dia 30 deste mês no país. Pequeno Segredo, cujo lançamento nacional está agendado para novembro, só seria elegível para a edição de 2018 da premiação norte-americana. Em contato com a Rolling Stone Brasil, a assessoria confirmou que o filme será exibido este mês, apesar de ainda ter datas indefinidas.

Assista ao trailer de Pequeno Segredo abaixo.