“Aquele momento mudou a minha vida para sempre”, diz Demi Lovato sobre a reabilitação

Cantora se apresenta para o público em São Paulo nesta terça, 22

Luísa Jubilut Publicado em 22/04/2014, às 19h41 - Atualizado às 20h26

Galeria – surtos de astros teen - Demi Lovato
AP

Às 16h30 desta terça-feira, 22, um grande número de fãs de Demi Lovato já se aglomerava na entrada no Citibank Hall, onde a cantora se apresenta mais tarde. Demi nunca acampou para assistir a um show de nenhum artista, como alguns de seus fãs fizeram durante o último mês para garantir um bom lugar na plateia, mas ela passou um dia na fila da Apple para conseguir comprar o primeiro iPhone lançado pela marca, conforme contou aos jornalistas. A também atriz e ex-jurada do programa X-Factor revelou durante uma coletiva de imprensa, realizada no local do show, que a “loucura” e paixão dos fãs brasileiros – que já cantavam os hits da apresentação cinco horas antes de horário do seu início - superam as de qualquer outro lugar do mundo.“Não vou apresentar nenhum truque diferente”, disse ela sobre a passagem da turnê Neon Lights no país - que ainda tem shows no Rio de Janeiro (27 e 28 de abril) Brasília (30/4), Belo Horizonte (1º de maio) e Porto Alegre (3/4 de maio). “Mas prometo me dedicar 110%.”

Os nove surtos mais chocantes de astros teen

Os problemas de saúde da cantora serão abordados durante o show, promete ela, no momento que antecede a faixa “Warrior”. Para Demi, esse é o mais marcante de todos. Em 2010, ela cancelou parte de uma turnê para tratar de bulimia e abuso de sustâncias. “Eu joguei meus braços para cima e aceitei a recuperação e a saúde”, relata, afirmando que a fé em Deus exerceu um grande papel na época. “Aquele momento mudou a minha vida para sempre.”

Agora, a música é o foco principal de Demi, que não poderia estar menos interessada em responder perguntas sobre Selena Gomez e Miley Cyrus, outras duas estrelas da música pop que começaram como prodígios do canal Disney. A breve participação na série Glee, conforme ela conta, “foi divertida, mas não levou a lugar nenhum”, diz sobre a carreira alternativa no mundo da interpretação. O jeito é esperar pelo papel certo que a ajude a crescer como atriz. Sem planos concretos para o sucessor de Demi, lançado em maio de 2013, ela só quer saber de aproveitar a turnê pela América Latina e o contato com os fãs. “No momento, a vida está boa para caramba.”