Arnaldo Baptista lança caixa com discos solo em edição limitada

Pacote resgata carreira do músico após saída dos Mutantes

Redação Publicado em 28/11/2015, às 12h07 - Atualizado às 13h44

O ex-Mutantes Arnaldo Baptista em foto de 1978

Ver Galeria
(2 imagens)

Os últimos anos têm sido generosos para os fãs dos Mutantes em termos de relançamentos. Além da caixa com todos os álbuns da formação clássica da banda em CD e vinil, Rita Lee está promovendo reedições de seus discos solo e, agora, Arnaldo Baptista também anuncia um pacote de relançamento.

O Mutantes está na nossa lista de 15 separações mais conturbadas do rock.

A nova caixa traz cinco álbuns solo de Baptista: Loki? (1974), Singin’ Alone (1982), Elo Perdido (1988), Let It Bed (2004) e Faremos Uma Noitada Excelente (1988). Entre as novidades, está a inclusão de cinco faixas inéditas que não entraram na versão original de Elo Perdido (por isso, na caixa, o disco é chamado de Elo Perdido+).

Elo Perdido, aliás, data de 1988, mas foi gravado com a Patrulha do Espaço em 1977. É o mesmo caso de Faremos Uma Noitada Excelente, álbum ao vivo registrado em 1978, também com a Patrulha do Espaço, e só lançado dez anos depois. Os dois discos com a Patrulha (inéditos em CD) e Let It Bed foram remasterizados pela Classic Master para o pacote.

Veja 10 documentários nacionais sobre música que valem a pena.

A caixa de Arnaldo Baptista, que é produzida pelo Canal 3, traz algumas modificações nas capas e trabalho artístico dos álbuns (muito porque algumas das ilustrações originais foram perdidas). As capas de Elo Perdido+ e Faremos Uma Noitada Excelente, por exemplo, foram refeitas pelo designer Fernando Brandt, enquanto a nova configuração de Let It Bed teve atuação de Mariana Peixoto, sempre com participação de Baptista.

Arnaldo Baptista – Edição Limitada já está em pré-venda nas maiores livrarias do país. A caixa está sendo comercializada por R$ 119,90, e terá lançamento oficial no próximo dia 30 de novembro. A foto que estampa o pacote (acima) foi tirada em 1978, pela fotógrafa Grace Lagôa.