Assassinato de Tupac Shakur é examinado em documentário; assista ao trailer

“Se Justin Bieber tivesse levado um tiro no carro de Tupac, teríamos mais informações”, diz o ator, comediante e apresentador Arsenio Hall

Redação Publicado em 02/07/2014, às 17h02 - Atualizado às 20h56

Tupac Shakur
Reprodução/Facebook

Quase duas décadas depois de ser baleado após uma briga em Las Vegas, o assassinato de Tupac Shakur permanece um mistério. Durante o trailer do documentário do canal National Geographic, o ator, comediante e apresentador Arsenio Hall; Malcolm Greenridge, do grupo Outlawz; e Gobi Rahimi, que dirigiu o vídeo de "2 of Amerikaz Most Wanted" e estava com Tupac na noite do crime, falam sobre a morte do rapper.

Tupac Shakur ganha versão animada e fala sobre a vida e a morte: “Eu nunca fecho meus olhos”.

Rihimi comenta a atmosfera estranha do Club 662, em Las Vegas, na noite do crime, e relembra o clima presente no hospital, após o ocorrido. “Eu e os Outlawz nos revezamos”, ele disse. “E eu acho que eles tinham armas no carro deles porque durante todo o tempo que passamos lá, estávamos com medo de que voltassem para acabar de matá-lo.”

O vídeo também aborda os rumores sobre o suposto fim dado às cinzas de Tupac. Os companheiros do Outlaws as teriam fumado. “Pac nos disse que mistério vende, então vou deixar as pessoas se perguntando”, disse Greenridge.

“A polícia norte-americana não era muito fã de Tupac. Eu tenho certeza de que eles sabem o que aconteceu. Esta é a América. Encontramos Bin Laden", afirmou ainda. “Eu acredito que se Justin Bieber tivesse levado um tiro no carro de Tupac, nós teríamos mais informações”, completou Hall. A série de documentários The '90s: The Last Great Decade? vai ao ar entre os dias 6 e 8 de julho. Além da morte do rapper, assuntos como a presidência de Bill Clinton e o massacre de Columbine serão abordados.