Assista a Dear Basketball, animação emocionante escrita por Kobe Bryant e vencedora do Oscar de 2018

O curta foi feito por um time de astros do audiovisual, com direção assinada por Glen Keane e trilha sonora composta por John Williams

Redação Publicado em 27/01/2020, às 18h51

None
Kobe Bryant na animação Dear Basketball (Foto: Reprodução)

Kobe Bryant morreu no último domingo, 26, após um acidente de helicóptero que matou também Gianna, filha de 13 anos do lendário jogador do time de basquete Los Angeles Lakers. E para homenagear a memória dele, decidimos relembrar a vez em que ganhou nada menos que um Oscar.

Muito além da significante contribuição ao esporte, Bryant também soube unir com delicadeza e grande peso emocional o basquete ao entretenimento, com o curta-metragem Dear Basketball (ou Querido Basquetebol).

+++LEIA MAIS: Morre Kobe Bryant, ex-jogador do Los Angeles Lakers, em acidente de helicóptero

A produção, lançada em 2018 (ano no qual ganhou o Oscar de melhor curta de animação), foi baseada na carta aberta homônima escrita pelo astro quando decidiu se aposentar do esporte, depois de 20 anos como um dos maiores, melhores e mais valiosos jogadores da história.

O texto foi publicado pelo The Player's Tribune em 2015, quando Bryant tinha 37 anos, e nele anuncia a aposentadoria, além de percorrer um pouco toda a carreira dele e a relação de amor e superação que teve com o basquete.

+++LEIA MAIS: Kobe Bryant foi eleito Adolescente do Ano pela Rolling Stone EUA em 1998

Ele mesmo narra o curta, que tem direção e animação assinadas por Glen Keane, animador da Disney que trabalhou em clássicos como A Bela e A FeraTarzan e A Pequena Sereia

E o time de astros não acaba por aí: a trilha sonora foi composta por John Williams, compositor responsável pelas músicas de franquias icônicas como Superman, Indiana Jones e Star Wars.

+++LEIA MAIS: Grammy 2020: Alicia Keys e Boyz II Men fazem tributo a Kobe Bryant: "Perdemos um herói"

Assista a Dear Basketball abaixo.


 +++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 2), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL