Associação norte-americana diz que indústria do vinil arrecada mais que a do streaming

Estatística não inclui, no entanto, números do recém-criado serviço de streaming Apple Music

Redação Publicado em 30/09/2015, às 12h20 - Atualizado às 12h31

Disco de vinil

Ver Galeria
(15 imagens)

A Recording Industry Association of America (associação das indústrias de gravação dos Estados Unidos) revelou uma curiosa estatística a respeito do consumo de música no país norte-americano.

Saiba quem são as cinco pessoas mais poderosas no mundo do streaming musical.

De acordo com a instituição, o mercado de discos de vinil, antiga tecnologia resgatada nos últimos anos especialmente por colecionadores, supera a bem mais recente ferramenta do streaming em arrecadação.

Edição 107: Apple entra – já causando polêmica – no disputado mercado dos serviços de streaming de música.

A venda de vinis aumentou, afirma a associação, 52% em um ano, alcançando US$ 222 milhões – quase R$ 900 milhões – na primeira metade de 2015. Já o streaming cresceu 27%, chegando a US$ 163 milhões.

Serviço de streaming Tidal chega ao Brasil com opção de alta qualidade.

Os números não incluem, no entanto, os clientes da Apple Music, serviço de streaming da homônima gigante de tecnologia lançado em junho deste ano. Nessa terça-feira, 29, outro competidor do mercado chegou ao Brasil: é o Tidal, criado por Jay Z e apoiado por uma série de artistas – entre eles Beyoncé, Jack White, Kanye West, Rihanna e Arcade Fire.