Astro de Lucifer, Tom Ellis bloqueou fãs no Twitter; entenda a confusão entre a esposa dele e o polêmico filme Cuties da Netflix

Meaghan Oppenheimer criticou as pessoas que estão acusando o longa de incentivar sexualização infantil, e acredita que na verdade a mensagem é o oposto

Redação Publicado em 14/09/2020, às 14h26

None
Tom Ellis em Lucifer (Foto: Divulgação)

Nesta segunda, 14, o nome de Tom Ellis, astro da série Lucifer, foi parar nos trending topics do Twitter por um motivo um tanto quanto inusitado: bloquear fãs que foram à rede social criticar o posicionamento da esposa dele, Meaghan Oppenheimer, em relação ao polêmico filme Cuties, lançado recentemente pela Netflix.

Na noite no último domingo, 13, a roteirista publicou uma série de posts nos quais não necessariamente defende o longa acusado de sexualização infantil, mas também não condena a produção francesa.

+++LEIA MAIS: Cuties, polêmico filme da Netflix, é uma crítica ou incentivo à erotização infantil? [ANÁLISE]

"Sim, eu acho as danças perturbadoras, assim como acho perturbadoras as danças no TikTok e no Dance Moms. Meu ponto é, as pessoas estão acusando o filme de celebrar intencionalmente aquilo que ele tenta condenar. Eu amei o filme? Definitivamente não. Eu acho que a diretora deve ser banida? Também não", escreveu.

Veja os tuítes originais de Meaghan abaixo.

+++LEIA MAIS: Lucifer - conheça todos os personagens bíblicos na série da Netflix - tem anjos, demônios e até Deus

Ela reforça que muitas das pessoas julgando e "cancelando o filme" nem sequer assistiram a ele, e também menciona que a diretora "está recebendo ameaças de morte e sendo chamada de pedófila, e não, não acho que ela mereça isso".

Foi após toda essa confusão que as pessoas começaram a perceber que Tom Ellis, marido de Meaghan, decidiu bloquear as pessoas que estavam agressivamente se opondo ao ponto de vista exposto por ela.


+++ BK' lança novo disco e fala sobre conexão com o movimento Vidas Negras Importam: 'A gente sabia que ia explodir'