“Até onde sei, fizemos nosso último show em 2011”, diz o baterista do Rage Against the Machine

Brad Wilk sugeriu que a banda, que lançou o último disco no ano 2000, chegou ao fim

Redação Publicado em 02/05/2014, às 13h32 - Atualizado às 19h19

Tom Morello e Zack de La Rocha em show do Rage Against the Machine no festival Coachella, em 2007
AP

Já faz quase três anos que aconteceu o último show do Rage Against the Machine, no festival organizado pela banda L.A. Rising, no Los Angeles Memorial Coliseum, nos Estados Unidos. E pelo que o baterista Brad Wilk disse ao The Pulse of Radio, aquela deve ter sido realmente a última apresentação do grupo. “Até onde sei, fizemos nosso último show em 2011 no Coliseum”, disse ele, “e se aquele tiver sido nosso último show, foi uma bela maneira de terminar”.

Galeria: as 15 separações mais conturbadas do rock. Entre elas, a do Rage Against the Machine.

Wilk, que foi o dono das baquetas no último disco do Black Sabbath, 13, do ano passado, ainda disse: “Eu meio que pus na minha cabeça que aquela banda acabou, para então eu poder seguir com minha vida”.

Em entrevista à NME, no ano passado, o guitarrista Tom Morello disse que o futuro da banda era incerto, e que não havia um plano de lançar novas músicas. Ele acrescentou: “Quando bandas fazem discos é porque todos querem, e não é o caso com o Rage Against the Machine, no momento. Todos na banda se dão muito bem, nos consideramos amigos e camaradas, mas as pessoas às vezes não estão prontas para isso”.

Tom Morello diz que o Jane's Addiction foi "a primeira banda alternativa a mudar a música".

À Rolling Stone EUA, em 2012, o guitarrista disse: “Se nós voltaremos a fazer música juntos em qualquer nível, não se sabe. Estou feliz pelas músicas que fizemos juntos”. Morello está atualmente na E Street Band, o grupo que acompanha Bruce Springsteen.

Entre 2001 e 2007, os integrantes do Rage Against the Machine (com exceção do vocalista Zack de la Rocha) se juntaram a Chris Cornell, do Soundgarden, formando o Audioslave – gravando três discos. Após a reunião, em 2007, o Rage Against the Machine ainda tocou no festival SWU, em 2010, em um show marcado pelas interrupções devido à grande movimentação do público (veja aqui

como foi).