Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / CASO GRAVE

Ator de His Dark Materials é condenado por posse de imagens de abuso sexual infantil

Daniel Frogson, de 21 anos, declarou ser culpado por posse de cerca de 850 imagens e foi sentenciado a oito meses de prisão

Ator de His Dark Materials é condenado por posse de imagens de abuso sexual infantil (Foto: Reprodução/HBO)
Ator de His Dark Materials é condenado por posse de imagens de abuso sexual infantil (Foto: Reprodução/HBO)

Daniel Frogson, que ficou conhecido por interpretar Tony Costa em His Dark Materials: Fronteiras do Universo(2019-2022), série de sucesso da HBO, foi condenado à prisão por posse de mais de 800 imagens de abuso sexual infantil.

Segundo informações do Nottinghamshire Live [via NME], o ator teria baixado 848 imagens de crianças, com idades de até três anos, em dois aparelhos celulares. Do total, 165 imagens foram classificadas como graves, por apresentaram abuso sexual de adultos contra crianças. "Também haviam três imagens proibidas de crianças e a busca de termos que demonstram interesse sexual em crianças", declarou a advogada de acusação Nicola Patten

"As imagens que vi são repugnantes. Cada uma deles é uma criança real sendo abusada pelo prazer de alguém como você assistir. A situação piora por causa do número delas – eram 848 imagens indecentes – e pelo tempo que você ficou fazendo isso. Você disse ao oficial de condicional que não tinha interesse sexual por crianças. Eu não aceito isso", declarou o juiz Steven Coupland em seu discurso.

Daniel Frogson declarou ser culpado pela posse das imagens, que consumia desde os 17 anos, e recebeu uma sentença de oito meses, com suspensão de 24 meses, o que significa que, se ele cumprir todas as obrigações com a justiça durante um período de dois anos, pode evitar a prisão.

Além da sentença, o juiz também ordenou que o ator participasse de um programa de reabilitação de 43 dias para agressores sexuais e mais 15 sessões de reabilitação. Por fim, o ator foi inserido em um registro para agressores sexuais por dez anos e recebeu uma ordem de prevenção de danos sexuais por cinco anos.