Ator de La Casa de Papel compara Professor a Gandhi e Hitler: ‘Pessoas que mudaram a história’

Álvaro Morte também revelou qual seria o final ideal para a narrativa da série

Redação Publicado em 28/04/2020, às 08h59

None
Professor em La Casa de Papel (Foto: Reprodução)

La Casa de Papel alcançou o sucesso mundial ao ser integrada no catálogo da Netflix. Espectadores do mundo inteiro ficaram fascinados com os planos elaborados de Professor para assaltar a Casa da Moeda e Banco da Espanha. E o intérprete do personagem também. 

De acordo com o Metro Jornal, o ator Álvaro Morte revelou como imagina o final da série da espanhola, que lançou a Parte 4 na plataforma de streaming no dia 3 de abril de 2020. 

+++ LEIA MAIS: De quarentena com a Ludmilla: novo EP de pagode, Metallica e La Casa de Papel

Além disso, o protagonista da produção falou como enxerga a influência do personagem nos protestos políticos da vida real e comparou o Professor à ícones da história mundial, como  Gandhi e Hitler.

“Faz algum sentido voltar a como tudo começou, mas ter feito algo que permita à sociedade, se não mudar, pelo menos evoluir em uma direção melhor. Sei que é muito ambicioso, mas há muitas pessoas que, para o bem ou para o mal, mudaram a história. Há Gandhi ou Hitler

+++ LEIA MAIS: As 8 séries da Netflix feitas fora dos EUA com nota mais alta do IMDb (Dark está na lista?) [LISTA]

Ele completou: “Eu gostaria muito de pensar que o Professor percebe que há pessoas se inspirando no mundo. No Chile, houve tumultos com pessoas vestidas de vermelho usando a máscara de Dalí para protestar contra injustiças sociais… Seu fim incluiria abrir uma porta para que as coisas realmente mudassem”.


+++ RUBEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL