Ator pornô é preso após fotógrafo morrer em ritual que incluía veneno de sapo

Investigação da morte aconteceu por quase um ano

Redação Publicado em 05/06/2020, às 09h50

None
Nacho Vidal em post das redes sociais (Foto: Reprodução/Instagram)

Ignacio Jordá González, ator pornô de 46 anos conhecido como Nacho Vidal, foi preso foi preso na Espanha após o fotógrafo José Luis Abad morrer em ritual que incluía veneno de sapo. A morte aconteceu em julho de 2019 em Enguera, município da Espanha na província de Valência. O culto teria sido filmado com o celular da vítima, uma das provas centrais das investigações. A informação é do El País.

A investigação da morte de José Luis Abad começou depois dele morrer de uma espécie de infarto. Quase um ano depois, a apuração foi encerrada. "Com o término de uma investigação de 11 meses, pode-se constatar a existência de um delito de homicídio por imprudência e um delito contra a saúde pública, supostamente cometidos por quem organizou e dirigiu o ritual", disse a Guarda Civil da Espanha.

José Luis Abad morreu após ingerir um tipo de substância alucinógena, usada para combater vícios e para fins recreativos, supostamente.

+++LEIA MAIS: Mike Tyson entrou no negócio da maconha e saiu da falência; entenda

A prisão de Nacho Vidal aconteceu na última semana e ele negou as acusações. Segundo a ABC, o ator disse que "é tudo mentira". Vidal foi detido junto com a prima e um assistente dele. Eles são investigados por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e foram concedidos, na última sexta, 29, a liberdade provisória para responderem ao caso.

No entanto, mesmo se dizendo inocente, Nacho Vidal disse, em uma declaração à ABC, que é normal ser investigado "pela morte de uma pessoa em minha casa". Ele continuou: "Mas que isso se torne uma notícia rasteira, usando fotos da Guarda Civil e com mentiras, não. Não vou deixar que isso se transforme em um circo. Há uma família sofrendo por trás disso".

+++LEIA MAIS: De Beatles a Elton John: todos queriam ser como Little Richard [ANÁLISE]

Daniel Salvador, advogado de Vidal, comentou sobre a morte foi acidental e negou que o cliente dirigiu um ritual xamã com um sapo Bufo alvarius - anfíbio encontrado nos EUA e México e popular por ser o sapo do Deserto de Sonora. A toxina do animal contém um forte psicodélico, chamado 5-MeO-DMT, famoso por ser usado em diversos rituais.

O advogado também falou que "Cremos integralmente em sua inocência, mas é normal que seja investigado. Agora ele está bem, não teve seu passaporte detido e não precisará se apresentar novamente antes de ser julgado". Além disso, ele afirmou que José Luis Abad já tinha experiências com a substância e "queria voltar a fazê-lo em um ambiente em que se sentisse cômodo".


+++ VITOR KLEY | A TAL CANÇÃO PRA LUA | SESSION ROLLING STONE