Pulse

Atriz de Game of Thrones explica porque indicou a si mesma ao Emmy

Intérprete de Brienne of Thart está orgulhosa de seu trabalho, e quer ser reconhecida por ele

Redação Publicado em 07/08/2019, às 14h08

None
Gwendoline Christie (Foto: Evan Agostini / AP)

Gwendoline Christie, intérprete de Brienne of Thart em Game of Thrones, explicou ao LA Times nesta segunda, 5, o motivo de ter indicado a si mesma para o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Drama do Emmy- atitude inusita, pois tradicionalmente o estúdio nomeia os concorrentes. 

"Eu chequei se não era algo inapropriado e me disseram que não era”, disse Christie na entrevista. “As pessoas se indicam o tempo inteiro. Eu realmente nunca achei que renderia uma indicação, e acho que ninguém mais achou. Mas eu tinha que fazer isso por mim mesma. Eu tive que fazer para honrar o legado da personagem e o que eu acho que ela representa". 

+++ LEIA MAIS: Game of Thrones: Roteiro final revela por que Drogon derreteu o Trono de Ferro

Para ela, tomar a dianteira da situação foi um modo de controlar a própria vida. “Foi algo difícil de fazer, como todo o mundo, mas gostaria de estar em controle do meu próprio destino. Gosto de me dar oportunidades. Particularmente quando eu trabalhei muito duro em algo e me forcei a ultrapassar meus limites". 

Brienne conseguiu no final de Game of Thrones o que sempre quis: terminar como uma integrante da Guarda do Rei - foi uma das poucas personagens que, além de sobreviver, conquistou seu destino. 

+++ LEIA MAIS: Game of Thrones: Gwendoline Christie e mais dois atores foram indicados ao Emmy sem apoio da HBO 

“Nem consigo acreditar que sobrevivi a tudo,” comentou, rindo, a atriz sobre o destino de sua personagem. “E estava lá até o último episódio. Brienne sobrevive e continua vivendo a vida. Achei isso incrivelmente positivo e inesperado. E ela ainda tem uma última fala incrível”, celebrou, lembrando a conversa da personagem com Bron: “Acho que todos podemos concordar que navios têm preferência a bordéis.”

Orgulhosa de sua personagem, completou a série também feliz com sua carreira - por isso, a nomeação ao Emmy. “Queria a chance de ser reconhecida por tudo que minha personagem representa, pelo que significada por mim e pelo papel que ela representava, de certa maneira, no novo cenário do entretenimento de ver as mulheres de maneira diferente, mais realista e menos inconveniente. Estou, de verdade, completamente emocionada. É a maneira mais extraordinária de terminar essa experiência fenomenal que mudou a vida de todos nós.” 

+++ LISTA: 13 segredos de 'Ladrão', o terceiro disco do Djonga e um dos melhores de 2019