Atriz de O Iluminado revela ter ficado traumatizada com filmagens: 'Precisava chorar todos os dias'

Stanley Kubrick obrigava Shelley Duvall a gravar as cenas 35 vezes

Itaici Brunetti | @itaicibrunetti Publicado em 16/02/2021, às 11h59

None
Shelley Duvall em cena do 'O Iluminado' (Foto: reprodução/vídeo)/ Shelley Duvall no programa do Dr. Phil Mcgraw (Foto: reprodução/vídeo)

A atriz Shelley Duvall, de 71 anos, conhecida por estrelar o filme O Ilumidado(1980), revelou ter ficado traumatizada com as filmagens do clássico deStanley Kubrick. Segundo relatou, ela precisava chorar todos os dias e o diretor repetia as gravações das cenas exaustivamente. 

"Ele [Stanley Kubrick] não ficava satisfeito com nada até pelo menos o 35º take. Trinta e cinco takes correndo, chorando e carregando um garotinho é pesado. E ele queria todos atuando com tudo desde o primeiro ensaio. Era difícil", relembrou Shelley Duvall em rara entrevista concedida ao Hollywood Reporter. 

+++LEIA MAIS: 5 filmes que dão um 'soco no estômago' de quem assiste [LISTA]

Aposentada da indústria do entretenimento desde 2002, quando deixou Los Angeles e foi morar em um sítio no interior do Texas, nos EUA, Shelley Duvall vive reclusa dos holofotes e do público devido a seu estado de saúde mental debilitado. 

Em O Iluminado, a atriz interpretou Wendy Torrance, esposa do escritor Jack Torrance, icônico personagem vivido por Jack Nicholson. Ambos protagonizaram uma das cenas mais clássicas do cinema em que Jack abre uma fenda em uma porta com um machado e, com feição de psicopata, enfia a cabeça no buraco chamando por ela. 

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

A preparação diária para entrar na personagem era, segundo Shelley, sofrida, pois precisava estar triste e chorar todos os dias. Ela simplesmente ligava o seu walkman de marca Sony com músicas tristes e se concentrava em memórias traumáticas para, desse modo, conseguir encarnar Wendy Torrance.

"Eu pensava em algo muito triste da minha vida ou na saudade que sentia de familiares e de amigos", disse ela à publicação. "Depois de um tempo [fazendo isso] o seu corpo se rebela. Ele lhe diz: ‘Pare de fazer isso comigo, não quero chorar todos os dias'. E, às vezes, apenas esse pensamento já me fazia chorar", explicou.

+++LEIA MAIS: Woody Allen critica títulos de seus filmes no Brasil: ‘Terríveis’ e 'Sem charme'

Shelley continuou sobre o processo: "Eu acordava cedo em uma segunda de manhã e lembrava que precisava chorar porque estava na agenda, e aí eu começava a chorar e dizia para mim mesma: 'Não, eu não quero isso’. E, no entanto, eu consegui. Não sei como fiz isso".

A atriz ainda disse que o seu preparo para a personagem e a sua atuação impressionaram Jack Nicholson. "Ele também comentou comigo: 'Não sei como você faz isso'", finalizou. 


+++ HUNGRIA HIP HOP: 'SOU APEGADO EM SORRISOS QUE A MÚSICA PODE LEVAR' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL