Atriz de Top Gun diz não ter sido chamada para sequência por ser "velha demais"

Segundo Kelly McGillis, não querem alguém que aparente ter a própria idade para estrelar em blockbusters

Redação Publicado em 30/07/2019, às 16h15

None
Kelly McGillis e Tom Cruise Top Gun - Asas Indomáveis (Foto: Divulgação / Paramount)

O primeiro trailer de Top Gun: Maverick, sequência do original Asas Indomáveis (1986) trouxe aos fãs uma onda de nostalgia ao ser lançado na última semana. Tom Cruise retornou como protagonista, e no novo vídeo remete à cena clássica do primeiro filme ao voar pelas estradas em sua motocicleta. Porém, falta na imagem a personagem Charlie, interesse amoroso de Maverick, vivida nos anos 1980 por Kelly McGillis. 

A atriz conversou com o Entertainment Tonight no domingo, 28, sobre a volta de Tom Cruisea Top Gun. Quando questionada se foi convidada para a sequência, porém, revelou exasperada que nunca chegou a ser contatada.

+++ LEIA MAIS: Tom Cruise revela novas informações sobre a franquia Missão: Impossível 

“Não me chamaram e não acho que fariam isso. Eu estou velha e gorda e aparento ter a minha idade atual, e não é isso que eles querem. Mas eu prefiro me sentir totalmente segura na minha pele e no que sou pela minha idade do que, no lugar disso, dar valor para todas essas outras coisas”, revelou McGillis. 

Admitiu ainda não ter assistido ao trailer do novo longa, e não sabe ainda se vai ver ou não. “Não estou fugindo de ver, mas também não vou entrar nas filas para esperar. Depende das críticas que ele receber… Mas não está na minha lista de coisas para fazer.” 

+++ LEIA MAIS: Justin Bieber desafia Tom Cruise para uma luta de UFC 

McGillis admitiu que desde a gravação de Top Gun - Asas Indomáveis, afastou-se do elenco. “Acho que eu falei com algumas pessoas algumas vezes. Mas a verdade é que trabalhar em filmes é estranho porque tem um monte de gente que vem de diferentes partes do mundo.” Depois do filme com Cruise, a atriz participou de apenas mais três produções, a última delas, Pesadelo da Rua Carroll, em 1988.