Atriz de Castelo Rá-Tim-Bum é hostilizada por usar máscara contra Covid-19 em São Paulo

Angela Dippe caminhava pela Av. Paulista quando foi insultada por simpatizantes do governo de Jair Bolsonaro

Redação Publicado em 08/03/2021, às 11h46

None
Angela Dippe (Foto: divulgação)/ Protestantes (Foto: reprodução vídeo/Twitter)

A atriz, escritora e bailarina Angela Dippe, conhecida por interpretar a jornalista Penélope no programa infantil Castelo Rá-Tim-Bum, da TV Cultura, foi hostilizada na rua por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro por estar usando máscara de proteção contra Covid-19

Angela Dippe estava caminhando neste fim de semana pela Avenida Paulista, em São Paulo, quando encontrou simpatizantes do governo de Jair Bolsonaroprotestando contra as medidas restritivas no estado de São Paulo para frear a propagação da pandemia do coronavírus. Todos os apoiadores estavam sem máscaras de proteção contra Covid-19.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro manda imprensa 'enfiar no rabo' os R$ 15 milhões de leite condensado

A atriz, que fazia o uso de duas máscaras de proteção, filmou o manifesto e foi insultada pelos participantes. "Medrosa", "escrava do Doria" (fazendo menção ao governador do estado de São Paulo, João Doria), "escrava da Nova Ordem Mundial" e "escrava do comunismo" foram algumas das frases e palavras direcionadas a ela, além de vaias da pequena multidão. 

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

"Agora, às 18:20 na Av. Paulista, voltando para casa com 2 máscaras no rosto fui chamada de comunista, medrosa e escrava do Doria", ecreveu Angela Dippe no post do Twitter. 

O vídeo viralizou rapidamente nas redes sociais e foi muito comentado no fim de semana. Confira: 

+++LEIA MAIS: Bolsonaro usa imagem de Liga da Justiça para promover live


+++ HAIKAISS: 'O TRAP TAMBÉM PASSA UMA MENSAGEM CONSCIENTE' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL