Autobiografia conta história de Willie Nelson, ícone da música country

It's a Long Story: My Life será lançada em 5 de maio nos Estados Unidos

Rolling Stone EUA Publicado em 18/02/2015, às 09h59 - Atualizado às 13h22

O músico Willie Nelson durante a cerimônia de premiação do Grammy 2014
Jordan Strauss/AP

Do nascimento em uma pequena cidade no Texas e a infância nos anos seguintes à depressão de 1929 e o status de lenda da música norte-americana, a vida de Willie Nelson é uma história interessantíssima. Agora, com mais de seis décadas de carreira, o vigoroso artista country, aclamado compositor e notório advogado das causas da legalização da maconha e dos direitos dos animais, relembra a marcante trajetória dele com a autobiografia It's a Long Story: My Life, a ser lançada em 5 de maio nos Estados Unidos, pouco depois do músico completar 82 anos.

Neil Young gravará disco em parceria com os filhos de Willie Nelson.

O livro registra os primeiros anos de Nelson em uma pequena cidade rural de Abbott, na qual, com apenas 13 anos, deixou a colheita de algodão para começar a tocar em casas noturnas, tornando-se o autor de baladas consagradas como "Crazy", "Night Life", "Funny How Time Slips Away" e "On the Road Again".

Durante as décadas de 1960 e 1970, o 77° maior guitarrista de todos os tempos, segundo a Rolling Stone, frequentou a cena alternativa e nem sempre se encaixou no perfil de um astro comercial. Ao contrário, ajudou a mudar as regras, tornando-se uma das figuras mais reconhecidas da música country em todo mundo.

Rolling Stone elegeu os 100 maiores guitarristas de todos os tempos: veja a lista.

Escrito em colaboração com David Ritz, It's a Long Story: My Life promete examinar os aspectos mais comentados da história de Nelson, incluindo os problemas com o fisco dos Estados Unidos, as muitas mulheres com quem se envolveu e os “causos” com os incontáveis amigos famosos na indústria do entretenimento.