Autópsia confirma que James Gandolfini morreu de parada cardíaca

Ator imortalizado pelo personagem de Tony Soprano morreu na quarta-feira, 19, aos 51 anos

Redação Publicado em 21/06/2013, às 11h10 - Atualizado às 14h19

James Gandolfini
Reprodução

James Gandolfini morreu de parada cardíaca. O resultado da autópsia realizada no corpo do ator foi divulgado na manhã desta sexta-feira, 21, e confirma o que a equipe médica já suspeitava. As informações são do site The Hollywood Reporter.

A notícia foi dada em uma coletiva de imprensa realizada no Boscolo Hotel Exedra, em Roma, onde a família de Gandolfini está hospedada.

Galeria: dez grandes momentos de James Gandolfini como Tony Soprano.

O ator sofreu uma parada cardíaca no hotel, durante a noite de quarta-feira, 19. Ele havia passado o dia todo com a família, segundo explicou Tom Richardson, assistente do ator. Ele teria saído do hotel a bordo de uma ambulância ainda com vida, mas morreu antes mesmo de chegar ao hospital.

Os médicos ainda passaram 20 minutos na tentativa de ressuscitá-lo. O óbito foi declarado às 22h40 daquela mesma noite.

O ator estava na capital italiana a caminho do Taormina Film Festival, onde receberia o Prêmio Ville de Taormina e participaria de uma mesa-redonda. O evento planeja uma homenagem a ele.

Gandolfini chegou aos olhos do grande público com o filme de 1993 Amor à Queima Roupa. Mas foi em 1999, quando passou a interpretar Tony Soprano, que realmente entrou para a história. Ele ganhou um Globo de Ouro e três prêmios Emmy pelo papel na série (foi indicado cinco vezes), que teve seis temporadas e é considerada uma das melhores da televisão de todos os tempos.