Avicii: Pai do DJ diz que fama e fortuna levaram filho ao suicídio

O DJ e produtor sueco Avicii cometeu suicídio em 20 de abril de 2018, aos 28 anos, dois anos após declarar aposentadoria dos palcos

Redação Publicado em 14/12/2021, às 12h01

None
Avicii no American Music Awards 2013 (Foto: Getty Images /Kevin Winter)

O pai do DJ Avicii, Klas Bergling, disse que a fama e a fortuna que seu filho conquistou o fizeram tirar a própria vida. O DJ e produtor sueco cometeu suicídio em 20 de abril de 2018, aos 28 anos. 

Em uma matéria recente do jornal Sunday Times, Klas Bergling relatou que seu filho, o DJ Avicii, mantinha uma relação complicada com o sucesso por ser uma pessoa tímida e introvertida, e que sofreu muito para se adaptar com a fama e com a quantidade de dinheiro que recebia; fatores que, segundo o pai do músico, o levaram ao suicídio. 

+++ LEIA MAIS: Pai de Avicii relembra apoio de fãs após morte do DJ: 'O amor que recebemos significou muito'

Sobre a internação de Avicii em 2015, que, inclusive, precisou de intervenção familiar, o pai dele explicou: "Esse foi um dos piores momentos da minha vida, porque você realmente sente que traiu seu filho. Mas tinha que ser feito."

De nome Tim Bergling, Avicii surgiu em 2011 e nos dois anos seguintes foi classificado em 3º lugar no ranking da lista anual Top 100 Djs da revista americana DJ Magazine. Ele também foi indicado duas vezes ao Grammy Awards. Em 2016, já farto do sucesso e tendo que lidar com vícios em álcool e opioides, declarou aposentadoria de apresentações ao vivo. 

Em 2018, Avicii se suicidou durante uma viagem com os amigos à cidade de Mascate, em Omã. De acordo com comunicado da família, ele se cortou no punho utilizando vidros de uma garrafa de champanhe. 

As informações são do site do jornal Sunday Times

+++ LEIA MAIS: Como Avicii misturou bluegrass com música eletrônica e fez sucesso no mundo todo [ARQUIVO RS]