Axl Rose diz que está preparando o próximo álbum do Guns N’ Roses

Vocalista garante que o disco não demorará tanto para chegar quando Chinese Democracy, de 2008

redação Publicado em 31/10/2012, às 13h21 - Atualizado em 08/05/2013, às 10h59

Axl Rose, líder do Guns N’Roses, já causou muito. Relembre nesta lista grandes momentos do cantor, um dos maiores ícones da história do rock.
AP

Em uma rara entrevista ao jornal USA Today, Axl Rose disse que ele e todos os atuais integrantes do Guns N’ Roses estão preparando um novo álbum de inéditas e que os anos entre The Spaghetti Incident? e Chinese Democracy não se repetirão.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Ainda que descrito como arredio, o vocalista se mostrou bastante receptivo e explicou que, neste novo álbum, há um processo coletivo para a criação das novas canções. “Todos os rapazes estão escrevendo, nós gravamos muito ao longo dos anos. Vamos descobrir de quais gostamos mais”, diz ele.

Para o vocalista, o grande problema de Chinese foi que ele foi produzido de forma muito fragmentada. “Era uma pessoa aqui, uma ali, em momentos diferentes.” Outro problema é que desde a estreia da banda, Appetite for Destruction (1987), ele afirma não conseguir mais compor melodias de voz em cima de riffs. "Appetite for Destruction foi a única coisa feita com as letras e a melodia se encaixando nas partes guitarra ao mesmo tempo. Depois disso, fiquei com uma barreira em relação a músicas de guitarra nas quais eu devo colocar a letra, e não sei se isso foi o melhor para o Guns. Eu realmente quero me inclinar mais para as letras e as melodias”, completou.

Axl, é claro, foi questionado sobre a demora de Chinese Democracy, possivelmente uma das maiores novelas mexicanas do rock and roll. “Eu tinha que lidar com muitas coisas que não têm nada com a música, mas com a indústria. Era mais a respeito da minha sobrevivência. Não havia com quem trabalhar ou confiar”, disse. E prometeu: “[O próximo disco] será lançado mais rápido”.