Baby do Brasil compara pandemia da Covid-19 com apocalipse: ‘Esse é o fim’

A artista também fez uma performance de “Eu Sei Que Vou Te Amar” ao lado de João Carlos Martins

Redação Publicado em 21/10/2020, às 13h37

None
Baby do Brasil apresenta músicas do repertório solo e dos Novos Baianos (Foto: Fabricio Vianna)

Baby do Brasil comparou a pandemia de Covid-19 com o apocalipse. A artista fez uma performance de “Eu Sei Que Vou Te Amar” ao lado de João Carlos Martins no programa Melhor Agora, da Band, na última segunda-feira, 19, e revelou acreditar que estamos vivendo um momento similar à passagem bíblica sobre o fim dos tempos. (Via Band)

“Nós entramos no período do apocalipse. Mateus fala da pandemia, das enchentes… é importante que o homem entenda que o cajado está descendo. O mundo inteiro teve que ir para casa, esse é o fim, que é o começo. Não vai ter bunda-mole no céu, só casca-grossa. Afinal, quando a casca é grossa, o inimigo bate e cai.”

+++ LEIA MAIS: Baby do Brasil critica e Moraes Moreira responde: musical dos Novos Baianos causa polêmica; entenda

Baby também disse que passou os dias de isolamento social acompanhada do “Pai, Filho e Espírito Santo” e falou sobre como aproveitou o momento para repaginar o visual da casa dela. 

“Colado comigo estiveram o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Não tive isolamento, o dia inteiro estava conversando com eles. Eu pintei a casa inteira de colorido. Eu falei: ‘o arco-íris tem que entrar aqui’.” 

Ela continuou: “Consegui mandar vir passarinhos de louça, flores de louça... minha filha comentou, ao entrar em casa, que estava se sentindo na casa da Alice no País das Maravilhas”.


+++ XAMÃ: ‘SE VOCÊ NÃO SENTE NADA COM UMA MÚSICA, É PORQUE TEM ALGUMA COISA ERRADA' | ROLLING STONE BRASIL