Backstreet Boys aprova documentário sobre o grupo

A boy band veterana está entusiasmada com a ideia de fazer um filme “vulnerável e honesto”

Rolling Stone EUA Publicado em 11/02/2013, às 16h58 - Atualizado às 17h53

Backstreet Boys
AP

Os integrantes do Backstreet Boys deram sua aprovação para que seja realizado um documentário a respeito da escalada deles de celebridades mirins a ícones do pop, de acordo com o site da revista The Hollywood Reporter. O diretor Stephen Kijak planeja fazer uma crônica reveladora, sem censura, dos cinco membros originais da gigantesca boy band noventista.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Kijak, que espera terminar o documentário no segundo semestre, disse que os integrantes da banda têm estado entusiasmados com o projeto. “O que me atraiu foi a abertura e a vontade deles de se deixarem ir a lugares desconfortáveis, ficarem vulneráveis, serem honestos e realmente confiarem na equipe de filmagem, se deixarem guiar na direção certa", ele disse, prometendo que o projeto não será mais um "filme bonitinho em 3D sobre uma boy band".

Os Backstreet Boys estão felizes de participar, segundo explicaram em um comunicado. “Sempre quisemos fazer um filme e agora é o momento ideal. Com a volta de Kevin, o fato de que somos donos de nosso próprio destino, o novo disco a caminho e o nosso aniversário de 20 anos – tudo soma para que esse seja o melhor momento para compartilharmos nossa história”.

Kijak dirigiu o documentário de 2010 dos Rolling Stones Stones in Exile e o doc de 2006 Scott Walker: 30th Century Man. Ele conta com a parceria da produtora Pulse, que já produziu e lançou documentários musicais incluindo o filme do LCD Soundsystem Shut Up and Play the Hits; o documentário a respeito da reunião e a turnê do Blur No Distance Left To Run; e Katy Perry: Part of Me 3D.

Os Backstreet Boys, agora reunidos, comemoram seu aniversário de 20 anos em 2013 e há planos de uma turnê mundial para maio, além de um novo álbum a caminho. A banda disse à Rolling Stone EUA em dezembro de 2012 que o novo disco já estava 75% pronto e que a ideia era lançar no meio deste ano, talvez um pouco depois.