Baixista do Coheed and Cambria é preso por roubo

Michael Todd levou analgésicos controlados de uma farmácia horas antes de um show da banda

Por Matthew Perpetua Publicado em 11/07/2011, às 16h15

Michael Todd roubou seis vidros de analgésico de uma farmácia nos Estados Unidos
AP

Michael Todd, baixista do Coheed and Cambria, foi preso no último domingo, 10, acusado de roubar uma farmácia Walgreens horas antes de sua banda abrir um show para o Soundgarden, no Comcast Center, em Mansfield, Massachusetts (Estados Unidos).

De acordo com a polícia, Todd entrou na farmácia logo após as 13h e mostrou ao farmacêutico uma mensagem em seu celular. Na mensagem, Todd ameaçava detonar uma bomba, caso não lhe fosse dado o analgésico Oxycontin. O baixista levou seis vidros de Oxycontin e voltou para o local do show em um taxi. Ele foi preso horas depois, após a polícia ter rastreado o caminho do táxi.

Todd foi indiciado por roubo a mão armada e posse ilegal de remédios controlados. Sua fiança custa cerca de US$ 10 mil (o equivalente a cerca de R$ 15 mil) e ele vai responder às acusações nesta segunda, 11. Enquanto isso, o Coheed and Cambria continua sua turnê com o companheiro de longa data Wes Styles substituindo Todd no baixo. "Estamos surpresos, para dizer o mínimo, e vamos resolver a situação com Michael após a turnê", escreveu a banda em um comunicado publicado no Tumblr oficial do grupo.

O Coheed and Cambria é uma das atrações de rock confirmadas para o Rock in Rio 2011. O grupo está escalado para tocar no dia 25 de setembro no palco Mundo ao lado de Motörhead, Metallica e Slipknot.