Baixista do Maroon 5 se afasta da banda após acusações graves: ‘Não quero ser uma distração’

Mickey Madden anunciou a decisão em entrevista à revista People

Redação Publicado em 15/07/2020, às 07h48

None
Mickey Madden no palco do iHeartRadio com Maroon 5 em 2014 (Foto: Kevin Winter/Getty Images for Clear Channel)

O baixista Mickey Madden se afastou do Maroon 5 após ser acusado de violência doméstica por uma companheira, segundo informações do Uol. A decisão foi divulgada durante uma entrevista à revista People

No mês de junho, o músico foi preso depois de uma parceira, que não teve a identidade revelada, prestar queixa. O caso teve poucos detalhes revelados, contudo, a mídia norte-americana soube que Madden pagou uma fiança de US$ 50 mil e deixou a prisão no mesmo dia.

+++ LEIA MAIS: 10 assobios de músicas que não desgrudam da cabeça - você pode até tentar, mas eles não vão embora [LISTA]

Logo após a polêmica, representantes da banda liderada por Adam Levine declararam: "Conforme aprendemos mais, estamos olhando para a questão com muita seriedade. Por ora, estamos permitindo que os indivíduos envolvidos tenham espaço para resolver as coisas”.

Já na recente entrevista com a People, o baixista disse que prefere se afastar dos colegas para não se tornar uma distração. 

+++ LEIA MAIS: Adam Levine é criticado por 'preguiça' em show do Maroon 5 no Chile; cantor responde no Instagram

"Eu tenho algumas questões com as quais eu tenho que lidar no momento, então decidi me afastar do Maroon 5 por enquanto. Nesse período, não quero ser uma distração para os meus colegas. Desejo apenas o melhor para eles", disse o músico. 

Essa não é a primeira vez que Madden foi preso, segundo a revista.. Em 2016, o artista foi detido pela polícia por posse criminosa de substância controlada e fez um acordo com as autoridades para cumprir a pena com serviço comunitário.


+++ 15 HISTÓRIAS INACREDITÁVEIS (E REAIS) DE OZZY OSBOURNE