6 bandas e artistas que fizeram turnês de despedida - mas se arrependeram depois

Scorpions, Elton John, Ozzy Osbourne e mais: A história do rock é repleta de músicos que dizem adeus, mas eventualmente voltam à estrada

Redação Publicado em 19/03/2020, às 12h22

None
Montagem com Klaus Meine, do Scorpions (Foto: Ricardto Matsukawa / Mercury Concerts), Elton John (Greg Allen / Invision / AP) e Ozzy Osbourne (Amy Harris / AP)

A história do rock é repleta de músicos que se despedem dos palcos, mas eventualmente voltam à estrada. E, enquanto cínicos acreditam que eles o fazem apenas pelo dinheiro, são os fãs que vencem, afinal.

Confira, abaixo, 7 bandas e artistas que fizeram turnês de despedida - mas se arrependeram depois:

ELTON JOHN

Um pouco mais de dois anos após uma tentativa de suicídio, Elton John se apresentou na famosa Wembley Arena, em Londres, no dia 3 de novembro de 1977. A multidão se surpreendeu quando ele disse: “Voltar à estrada foi uma decisão dolorosa... Mas este é o último show que eu vou fazer.”

Em fevereiro de 1979, no entanto, o músico estava nos palcos novamente, tocando apenas com o percussionista Ray Cooper pela União Soviética.

Já no início de 2018, John afirmou que embarcaria numa turnê de despedida pelos próximos três anos. O guitarrista Davey Johnstone acredita que eles se apresentarão ocasionalmente em festivais ou datas pontuais, mas ainda não há nada confirmado.

+++LEIA MAIS: Elton John para show no meio por não conseguir cantar: 'Fiz o que pude'


MOTLEY CRUE

Em meio a diversas polêmicas, o Motley Crue assinou acordo no qual os quatro membros concordavam em nunca mais fazer uma turnê com a banda - a menos que estivessem todos presentes.

"Nós queríamos nos despedir com um estrondo e deixar de tocar em feiras ou clubes apenas com um ou dois membros originais da banda”, disse o baterista Tommy Lee.

Após a estreia do filme The Dirt, em 2019, o Motley Crue estava maior do que nunca, testemunhando um um aumento de 350% no fluxo de músicas enquanto muitos fãs ouviam a banda pela primeira vez.

Não é de se surpreender, portanto, que isso tenha levado ao fim do acordo entre eles da maneira típica do Motley: em voz alta e sem reservas.

+++ LEIA MAIS: Muito além de The Dirt e Bohemian Rhapsody: 11 filmes para conhecer a história do rock [LISTA]


THE WHO

Pouco mais de três anos após a morte do baterista Keith Moon, os membros do The Who não estavam mais felizes um com o outro. Além disso, Pete Townshend queria se concentrar na carreira solo após a turnê em apoio ao disco It's Hard, de 1982.

“Eu sabia, no fundo, que nós havíamos perdido o contato com a nossa base de fãs", escreveu Townshend no livro Who I Am. Posteriormente, o The Who se reuniu para o Live Aid, em 1985, mas não realizou uma turnê completa até 1989, para comemorar o 25º aniversário da banda. 

Em 1996, eles subiram aos palcos mais uma vez com o Quadrophenia, e continua se apresentando regularmente desde então.

+++ LEIA MAIS: Pete Townshend pede desculpas por ter dito que agradeceu a Deus quando Keith Moon e John Entwistle morreram


KISS

Após uma turnê mundial bem-sucedida em 1996-1997, o Kiss embarcou em uma turnê de despedida na virada do século XXI.

"Às vezes, as pessoas pensam que, quando você anuncia uma turnê de despedida, está fazendo uma manobra - e que você fará isso repetidamente", disse Paul Stanley. “É melhor dizer adeus um pouco mais cedo do que ficar até muito tarde.”

Em 2006, a banda já estava de volta com o guitarrista Tommy Thayer substituindo Ace Frehley e Eric Singer na bateria anteriormente ocupada por Peter Criss.

Depois de quase uma década e meia de sucesso, o Kiss anunciou a turnê End of the Road em setembro de 2018. O show final da banda será realizado na cidade de Nova York em 17 de julho de 2021.

+++LEIA MAIS: Kiss cancela meet and greet por Coronavírus - o que acontece com ingressos de R$16 mil no Brasil?


OZZY OSBOURNE

Citando a vontade de passar mais tempo com a família - e um falso diagnóstico de Esclerose Múltipla (EM), Ozzy Osbourne estava pronto para abandonar a vida na estrada, dando início à No More Tours em meados de 1992.

A turnê durou cerca de cinco meses. “Eu não vou mais viver com uma mala nas costas. Tenho filhos, quero aproveitar”, disse o Príncipe das Trevas naquele mesmo ano.

Quando descobriu que, na verdade, não estava lutando contra a EM, o músico decidiu retomar a carreira. Em 1995, ele produziu o álbum Ozzmosis e viajou o mundo com a turnê Retirement Sucks!.

Menos de um ano após a turnê de despedida do Black Sabbath, em 2017, Ozzy anunciou a  No More Tours 2. Ainda assim, ele deixou a porta aberta para o futuro. “Esta será minha última turnê mundial", disse ele. "Mas não posso afirmar que deixarei de fazer alguns shows aqui e ali.”

+++ LEIA MAIS: As 9 coisas mais bizarras que Ozzy Osbourne já fez [LISTA]


SCORPIONS

Em 2010, o Scorpions anunciou que a banda se despediria após o ciclo promocional de Sting in the Tail. Durante  uma entrevista em vídeo, o vocalista Klaus Meine disse: "Não pensamos em reuniões porque dissemos que é uma turnê de despedida (...)Sentimos que devemos isso a nós mesmos e aos nossos fãs para finalizarmos a nossa carreira em nota alta.”

Enquanto estavam na estrada, no entanto, as lendas do heavy metal se conectaram com o público mais jovem e acabaram mudando de ideia.

Conversando com a República do Arizona em 2017, o guitarrista do Scorpions, Mathias Jabs, afirmou que os músicos nunca quiseram dizer adeus. "Pensamos, racionalmente, que seria uma boa ideia dizer 'tchau’ enquanto ainda estávamos am boa forma (...) Adiamos o final de tudo. Aprendemos, também, que não há sentido em dizer: 'Este é o último show!'”

+++LEIA MAIS: Com Scorpions, Whitesnake e Europe, Rockfest mostra a força das baladas românticas com cheiro de naftalina [ANÁLISE]

 


+++ GUNS N' ROSES: 11 FATOS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A BANDA