Banksy sugere monumento em homenagem a manifestantes que derrubaram estátua de traficante de escravos em Bristol

O artista britânico usou as redes sociais para apoiar movimento antirracista e compartilhar obra em homenagem à derrubada da estátua

Redação Publicado em 09/06/2020, às 16h34

None
Arte de Banksy (Foto: Reprodução/Instagram)

No final de semana, manifestantes de Bristol, Inglaterra, usaram cordas para derrubar uma estátua de bronze de Colston, comerciante de escravos do século 17 - e agora o artista Banksy sugeriu que o momento seja eternizado por meio de um monumento. As informações são da NME

+++ LEIA MAIS: Novos hinos de protesto: como artistas responderam ao assassinato de George Floyd

Após a morte de George Floyd, homem negro assassinado por policiais brancos nos Estados Unidos, uma onda de protestos se iniciou. O movimento Black Lives Matter começou a organizar diversas manifestações, inclusive em Bristol, onde a estátua do traficante de escravos foi derrubada e jogada em um rio. 

Banksy, artista britânico conhecido por grafites e murais satíricos com críticas sociais e políticas, usou o Instagram para compartilhar a imagem de uma obra inédita autoral que representa a derrubada da estátua pelos manifestantes. Na publicação, ele propôs uma solução para o pedestal vazio na cidade.

 

+++LEIA MAIS: Como apoiar movimentos sociais como o Black Lives Matter e organizações antirracistas pela internet; veja lista

“O que devemos fazer com o pedestal vazio no meio de Bristol? Aqui está uma idéia que serve tanto para quem sente saudades da estátua de Colston quanto para quem não sente”, disse Banksy nas redes sociais.

“Nós o arrastamos para fora da água, o colocamos de volta no pedestal, amarramos um cabo no pescoço e encomendamos algumas estátuas de bronze em tamanho real de manifestantes no ato de puxá-lo para baixo. Todo mundo feliz. A comemoração de um dia famoso”, concluiu o artista. 

+++ LEIA MAIS: George Floyd, antes de ser brutalmente assassinado, era Big Floyd e deixou legado lendário no rap de Houston

Colston era membro da Royal African Company, que transportava milhares escravos homens, mulheres e crianças da África para as Américas. Quando ele morreu em 1721, ele deixou a riqueza para várias instituições de caridade. 

A derrubada da estátua do traficante de escravos foi filmada e publicada nas redes sociais; confira: 


+++ DELACRUZ | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO