Barack Obama, apresentador John Oliver e Lin-Manuel Miranda, do musical Hamilton, lamentam ataque em Orlando

“É uma lembrança adicional do quão fácil é para pessoas colocaram as mãos em armas que as permitem atirar em pessoas em uma escola, ou em um culto, ou em uma sala de cinema ou uma boate noturna”, disse o presidente norte-americano

Rolling Stone EUA Publicado em 13/06/2016, às 16h47 - Atualizado às 17h00

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o apresentador de TV, John Oliver
AP

O apresentador norte-americano John Oliver abriu o programa Last Week Tonight do último domingo, 12, com uma declaração sobre o ataque que aconteceu em Orlando, nos Estados Unidos – o maior massacre da história recente do país –, que deixou pelo menos 50 mortos e 53 feridos.

“A pior coisa é que a dor tão familiar”, disse Oliver. “Em Paris, no último mês de novembro, terroristas pareciam buscar lugares que simbolizassem tudo que é maravilhoso na cultura francesa: cultura, música, restaurantes. E, em Orlando, nesta manhã, o atirador atacou uma noite latina em uma boate gay na capital mundial dos parques temáticos.”

“E, para ficar registrado”, continuou o apresentador. “Eu vou aceitar felizmente que uma noite latina em uma boate gay na capital mundial dos parques temáticos seja o símbolo definitivo do que é verdadeiramente maravilhoso na cultura norte-americana.”

O apresentador encerrou os comentários com uma declaração de esperança. “Por enquanto, em um dia em que terroristas querem que foquemos no ato de brutalidade e ódio de um homem, vale a pena assistir a este vídeo”, disse ele, antes de exibir um clipe no Twitter mostrando centenas de cidadãos da Flórida em fila para doar sangue. “Isso meio que nos lembra de que aquele merda terrorista é vasta minoria”, disse.

Após o tiroteio, o presidente Barack Obama falou ao país, chamando o incidente de “uma lembrança adicional do quão fácil é para pessoas colocaram as mãos em armas que as permitem atirar em pessoas em uma escola, ou em um culto, ou em uma sala de cinema ou uma boate noturna.”

“Temos que decidir se este é o tipo de país no qual queremos estar”, disse o presidente. “Ativamente não fazer nada é também uma decisão”. Nesta segunda, 13, o Estado Islâmico reivindicou a autoria do ataque e Obama se pronunciou dizendo que não há evidências claras de que o atirador tenha sido “comandado por um grupo no exterior.”

Assista ao vídeo de Oliver abaixo.

Discurso de Lin-Manuel Miranda no Tony Awards

O criador do musical Hamilton – grande vencedor na última cerimônia do Tony Awards –, Lin-Manuel Miranda, fez um tributo à esposa dele e às vítimas do ataque à boate gay em Orlando, ao receber o prêmio de Melhor Trilha Original. No meio do discurso, ele rimou, aos prantos: “Quando atos sem sentido de tragédia nos lembram de que nada aqui é anunciado. Nem um dia”.

Assista abaixo.